4min. de leitura

Fique com alguém que também queira ficar com você…

Ter alguém na sua vida deve ser motivo de alegria, de troca, de soma, de sorriso largo e abraço apertado.

Deve ser razão de gentileza, de motivação, de querer surpreender e ser melhor a cada dia. Ter alguém deve ser algo fácil, que encaixa e completa o quebra-cabeça, deixando a vida fluir.


Ter alguém deve ser motivo para aprender algo novo, recomeçar, fazer uma receita diferente, dividir a conta da Netflix e um pedaço do seu sanduíche favorito. É pensar naquela pessoa assim que algo bom acontece só para ela sorrir e comemorar com você ou quando seu mundo desaba e você sabe que ela vai ajudar a segurar os pedaços.

Encaixar é isso, é acordar de noite e dar um abraço só para sentir o cheiro da outra pessoa e relaxar sabendo que está segura, é contar aquilo que você tem vergonha de pensar baixinho e não ter medo de ser você mesma. É brincar, bagunçar e ainda assim, ter tudo no seu lugar. É dividir responsabilidade e pote de sorvete, é fazer planos e realizar também. Encaixar é leve, é fácil.

Pare de dar desculpas se a pessoa que está com você não encaixa; ou pior, se você, na ânsia de tentar ficar com ela, esforçou demais para se encaixar na vida dela. Mais triste que deixar ir é ficar sabendo que o outro não deseja isso.


Liberte o outro e a si mesmo (a), só assim a peça certa vai aparecer, não para completar mas para encaixar, para montar o cantinho que falta e que deixa a imagem mais bonita.

Quando a gente quer muito uma pessoa a gente tenta encontrar justificativas para convencer essa pessoa a ficar e a fazer dar certo. É como tentar encaixar uma peça no quebra-cabeça errado, muitas vezes a gente força tanto que até pode encaixar, mas não da forma correta, encaixa com dor, à força, encaixa apertando um pedaço.

A gente tenta encaixar na nossa vida uma pessoa que não sabe se quer ficar, alguém que não está comprometido, é duro, eu sei.  Porém, mais doloroso é essa pessoa ficar e lembrá-lo (a), todos os dias, de  que o seu esforço não valeu a pena.


É ela matar pouco a pouco todo amor que você tem por si mesmo (a), é ela ser obrigada a ficar e o machucar por isso, ficando presente de corpo, mas não de alma.

Tentar convencer alguém que ama outra pessoa a amá-lo, esforçar-se para fazer a outra pessoa se comprometer com você é difícil, complicado, pesado.  A sensação é de estar levando o relacionamento nas costas, de correr, correr e não sair do lugar.

Se isso está acontecendo com você, pergunte a si mesmo: Vale a pena pagar esse preço para ter alguém que não me ama na minha vida? 


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: teksomolika / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.