Pessoas inspiradoras

Física brasileira tem reconhecimento internacional e recebe o mesmo título que Albert Einstein e Mandela!

Saiba mais sobre a história e as conquistas desta brasileira de sucesso!



Angela Villela Olinto é uma das grandes representantes brasileiras na ciência. Conforme contado em uma entrevista à revista Exame, ela se formou em Física pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e está cursando o doutorado em Física no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA).

Durante o curso de Física, Angela demonstrou interesse por física de partículas e, pela astrofísica, quando fazia o doutorado. Unindo as duas paixões, ela começou a construir um novo campo, que reúne as duas áreas, conhecida como astropartículas, a partir do pós-doutorado.

Atualmente, Angela é especialista e considerada líder no campo das astropartículas, que são partículas que compõem ou interagem com a matéria. Ela explica que a “‘física das astropartículas’ representa a aliança interdisciplinar entre a astrofísica e a física de partículas”, e que o estudo dessa área permite melhor conhecimento sobre as leis fundamentais da natureza.


Segundo a física, as possíveis fontes das astropartículas incluem “buracos negros supermassivos, galáxias com formação intensa de estrelas, estrelas dissociadas por buracos negros e colisões que produzem ondas gravitacionais”.

Angela tem projetos desenvolvidos com a Nasa, um deles se chama EUSO-SPB e envolve um balão de alta pressão, que viaja a 33 quilômetros de altitude. Ela pretende lançá-lo em 2023, a fim de detectar raios cósmicos de ultra-alta energia.

Direitos autorais: reprodução/Universidade de Chicago.

O outro projeto se chama Poema e será uma missão espacial para estudar as astropartículas mais energéticas, raios cósmicos e neutrinos ultraenergéticos. É possível que a missão aconteça no fim desta década.


Por conta de todo o seu trabalho, a física brasileira, que atualmente é professora da Universidade de Chicago, tornou-se membro da Academia Americana de Artes e Ciências, um título muito importante, que também já foi recebido por ícones como Nelson Mandela, Martin Luther King, Albert Einstein, Charles Darwin e Winston Churchill, entre outros.

A Academia Americana de Artes e Ciências reúne líderes de diversos campos para trabalhar em conjunto em questões de importância nacional e em novas ideias. Também é responsável por reconhecer suas contribuições.

Na mesma semana, Angela também passou a integrar a Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, instituição privada sem fins lucrativos, que reconhece as conquistas científicas de profissionais da área.

Sobre as conquistas, a pesquisadora brasileira se diz emocionada e acredita que é privilegiada por ter “seguido perguntas inspiradoras sobre o nosso universo, e ter construído parcerias e colaborações brilhantes no caminho”.


A física deixou um recado para brasileiras que se interessam pela ciência. Ela diz que a beleza da ciência deveria ser acessível a todos e que, se sentirem-se inspiradas por essa beleza, não devem permitir que ninguém lhes diga que esse não é um trabalho para mulheres.

Que grande mulher! Angela é certamente um orgulho para o nosso país.

Compartilhe o texto em suas redes sociais!


“A pior pandemia é o egoísmo.” Professor faz importante alerta antes de morrer de covid-19

Artigo Anterior

Depois do falecimento da esposa, homem de 80 anos é expulso de casa pelos enteados que ele criou

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.