Físico da USP tem fortes indícios de que a mente humana é capaz de influenciar a matéria; ajude a financiar essa pesquisa pioneira



As antigas filosofias espirituais e os filmes de ficção científica, além de algumas linhas específicas de meditação, há tempos chamam a atenção para a relação entre mente e matéria, entre a consciência e o universo palpável. Mas o físico Gabriel Guerrer, de São Paulo, parece estar querendo levar essa relação a um novo patamar, tentando provar cientificamente que a mente humana é capaz de influenciar a matéria.

Segundo Guerrer, o pesquisador Dean Radin, do Institute of Noetic Sciences (IONS), tem desenvolvido uma série de pesquisas onde participantes tentam influenciar mentalmente o comportamento da luz em uma experiência de fenda dupla. Contrariando o esperado, os resultados são positivos, com o detalhe de que apenas os participantes com experiência em meditação conseguem realizar a tarefa.

“Se isso for realmente verdadeiro, uma revolução científica e cultural nos aguarda”, explica Gabriel. De acordo com o físico, caso a intenção humana tenha a capacidade de influenciar a matéria à distância, será constatado que a física atual (partículas elementares trocando 4 tipos de forças em um espaço de 4 dimensões) está incompleta. “É interessante perceber que grande parte das culturas que já passaram por esse planeta relataram ‘coisas’ dessa ordem. Sem dizer que a mensagem de que a consciência é algo fundamental tem sido sistematicamente entregue por antigas filosofias espirituais”, completa.

Mas para Gabriel, a única maneira de chegar a uma conclusão sólida sobre o assunto é levar as perguntas ao laboratório, e é isso mesmo que ele pretende fazer. “Estou propondo na USP uma replicação do experimento do Dr. Radin”, conta o pesquisador. O projeto de pós-doutorado foi aceito na Psicologia pelo grupo InterPSI e acontecerá em parceria com um laboratório da Física, mas necessita de suporte financeiro por conta do caráter pioneiro dessa pesquisa, que não permitiu enquadrá-la nos mecanismos de fomento convencionais.

Por isso, Gabriel decidiu criar uma campanha no Catarse para tentar arrecadar o investimento necessário para que o projeto de pesquisa aconteça.

Prêmios

Você deve estar pensando que tipo de recompensa uma campanha de crowdfunding como essa pode oferecer. Os prêmios para colaboração no projeto incluem ingressos para a participação online em uma palestra sobre a pesquisa e ingresso para a participação online ou presencial no curso “Física Quântica – Imaginando o Invisível”, que será ministrado na cidade de São Paulo. Ambos acontecerão na primeira semana de dezembro de 2015 e o local do curso ainda será definido.



Além dos eventos coletivos, existe a possibilidade de ganhar uma edição desses eventos na sua casa ou na sua empresa. Os eventos privados serão exclusivamente entregues na cidade de São Paulo a partir da metade de 2016, após o estágio no IONS, com datas a serem combinadas.

Os encontros de bate-papo acontecerão na USP, em São Paulo, a partir da metade de 2016 em datas a serem agendadas. A duração é de 40 minutos e pode incluir conversas sobre Física Quântica, novos paradigmas sobre a Consciência, sobre a pesquisa, entre outros.

Sobre Gabriel Guerrer:

Gabriel Guerrer é Doutor em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Estudou a física de partículas elementares, tendo participado ativamente em um dos experimentos do acelerador de partículas LHC (laboratório CERN, Suíça). Atualmente conduz pesquisa de Pós-Doutorado no Instituto de Psicologia da USP.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.