publicidade

Flor de lótus: a flor símbolo do budismo

A flor de lótus é uma planta aquática que no oriente significa a pureza espiritual.

Ela é o símbolo da espiritualidade para os orientais. Eles acreditam que ela floresce primeiro no mundo espiritual para depois florescer aqui na terra. Acredita-se também que esta flor seja a manifestação de Buda pela natureza.



Também conhecida como lótus-egípcio, lótus-sagrado ou lótus-da-índia, o lótus frutifica e floresce ao mesmo tempo. Esta flor é considerada sagrada pelos budistas, principalmente, na Índia, China e no Tibet. É o símbolo do sagrado, da expansão espiritual e do puro.

Segundo a lenda budista, Siddahartha – que mais tarde viria a ser Buda – deu seus primeiros sete passos, e dele fez brotar sete flores de lótus em todos os lugares que pisou. Sendo assim, cada passo dele é considerado um ato de ascensão espiritual. Esta expansão é representada pela flor completamente aberta.

Acredita-se que assim como a flor de lótus que nasce da escuridão do lodo e abrindo somente quando alcança a superfície ficando assim imaculada para a água e a terra. Assim também a mente, que nasce do corpo, expande-se e mostra suas verdadeiras qualidades.

Ela está ligada diretamente ligada a Buda e a seus ensinamentos, é considerada uma flor sagrada. Na maior parte das divindades religiosas da Ásia, aparecem sentadas sobre uma flor de lótus. Aliás, esta é a postura tradicional para meditação na Yoga, onde a pessoa assenta com as pernas entrelaçadas e coloca as mãos nos joelhos.


Existem ainda a lenda egípcia e a lenda Hindu. Esta primeira diz que no Egito Antigo a flor de lótus é retratada no interior das pirâmides e nos palácios e segundo a lenda está ligada à criação do mundo e ao umbigo do Deus Vishnu, onde teria nascido uma brilhante flor de lótus e desta teria surgido outra divindade, o Brahma, o criador do cosmo e dos homens. A segunda um pouco mais extensa contarei mais a diante.

Segundo a literatura ela significa a elegância, a beleza. Para a ciência é um mistério por não conseguir explicar sua característica de repelir microrganismos e partículas de pó, ela consegue se auto limpar. É a única planta que consegue regular seu calor interno, mantendo-se em 35° aproximadamente, ou seja, a mesma temperatura do corpo humano. Outra peculiaridade desta flor é que ela consegue ficar mais de cinco mil anos sem água, só esperando a condição ideal para germinar.


Esta flor fecha suas pétalas à noite e mergulha sua flor debaixo d’água e antes do amanhecer ela submerge e reabre novamente. Este ritual fez com que os antigos egípcios acreditassem que a flor de lótus seria o deus do sol – Ra.

Pode-se encontrar a flor de lótus em quatro cores e cada uma com um significado diferente segundo o Budismo que são:

  • Flor de Lótus Rosa: esta representa o próprio Buda, por isso ela ser a mais significativa para o Budismo;
  • Flor de Lótus Branca: simboliza a pureza, o espírito e a mente;
  • Flor de Lótus Azul: é o símbolo da sabedoria e do conhecimento;
  • Flor de Lótus Vermelha: representa o amor, a compaixão.

Ela possui simbolismo em várias culturas e durante muito tempo simbolizou a criação, a fertilidade e a pureza. Para a crença hindu ela simboliza a beleza interior e no antigo Egito ela representava o nascimento e o renascimento.

A essência do Budismo é a seguinte: “Pratique a bondade, não criem sofrimentos e dirijam a própria mente”.

Um beijo no coração de vocês.

_______________

Direitos autorais da imagem de capa: marilyna / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.