Família

Foto comovente mostra uma mulher com demência nos braços do marido. Sentia-se segura!

capa Foto comovente mostra uma mulher com demencia nos bracos do marido Se sente segura

A filha do casal compartilhou uma foto de sua mãe, nos estágios finais da demência, nos braços do marido, com quem dividiu a vida por mais de três décadas.



A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a demência como uma síndrome de natureza crônica ou progressiva, que compromete a função cognitiva, ou seja, a capacidade de “processar o pensamento”. Também pode ser considerada uma consequência normal do envelhecimento, mas recentemente tem atingido pessoas mais jovens, inclusive abaixo dos 30 anos.

A demência afeta a linguagem, julgamento, memória, orientação, compreensão e até a capacidade de aprender e fazer cálculos, mas a consciência não é atingida. Pode ser causada por várias doenças, como o Alzheimer e por lesões capazes de prejudicar o cérebro de maneira primária ou secundária.

A OMS classifica a demência como a principal causa de deficiência e dependência de idosos no mundo todo, atingindo 50 milhões de pessoas, das quais 60% vivem em países de baixa e média rendas. A estimativa é de que entre 5% e 8% da população mundial com 60 anos ou mais sofram demência em algum momento.


Infelizmente, não existe tratamento capaz de curar os indivíduos da demência, mas cientistas e médicos continuam investigando novas possibilidades e realizando testes clínicos incansavelmente em busca de respostas. O que existe atualmente são intervenções oferecidas aos pacientes para melhorar sua qualidade de vida e a dos cuidadores e familiares.

As principais formas de cuidar de pacientes com demência incluem diagnosticar o quanto antes a doença, permitindo um tratamento precoce; otimizar e melhorar a saúde física, cognição, atividade e bem-estar; identificar as doenças que surjam concomitantemente e tratar essas pessoas; fornecer apoio e informações aos cuidadores e rede de apoio para quem sofre com essa questão.

No Twitter, Kelli Taylor compartilhou uma foto de seus pais, emocionando os usuários que tiveram contato com a publicação. Com mais de 540 mil curtidas e 6 mil comentários, a jovem não imaginava o impacto que sua realidade causaria na vida de outras pessoas. Mostrando seu pai sentado em uma grande poltrona preta e sua mãe o abraçando, descansando a cabeça em seu peito, com os olhos fechados, ela ressaltou que eles estavam casados havia 34 anos.

2 Foto comovente mostra uma mulher com demencia nos bracos do marido Se sente segura 1 2

Direitos autorais: reprodução Twitter/ @keenertaylor


Poderia ser uma imagem mostrando a importância do amor ou explicando como seus pais deram certo ao longo das décadas, mas a fotografia guardava uma história bem mais complexa. Cinco anos antes daquele compartilhamento, Kelli contou que sua mãe foi diagnosticada com demência, e já estava nos estágios finais da doença quando a foto foi tirada.

3 Foto comovente mostra uma mulher com demencia nos bracos do marido Se sente segura

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @keenertaylor

Mesmo sem se lembrar quem era seu marido ou a maioria das pessoas com quem convivia, a mãe mostra um semblante de confiança em estar ali, descansando com aquele homem que cuidava dela integralmente. De acordo com Kelli, sua mãe foi diagnosticada com a doença quando tinha apenas 53 anos, em 2013, e o amor verdadeiro dos dois podia ser visto nas entrelinhas da imagem.

4 Foto comovente mostra uma mulher com demencia nos bracos do marido Se sente segura

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @keenertaylor


Por mais que não se lembrasse mais do nome do marido, ela ainda se sentia extremamente segura ao seu lado. Infelizmente, cerca de um ano depois da publicação da imagem no Twitter, Kelli contou que sua mãe faleceu em decorrência da doença. Seu pai cuidou da mãe até os momentos finais, sem nunca cogitar se separar dela ou colocá-la numa casa de repouso sem necessidade.

5 Foto comovente mostra uma mulher com demencia nos bracos do marido Se sente segura

Direitos autorais: reprodução Instagram/ @keenertaylor

Em seu Instagram, Kelli compartilhou fotos de sua mãe no dia em que morreu, com um emocionante texto sobre sua importância para ela. Mesmo sendo um momento extremamente doloroso, ela reconhece que também sentia dificuldade em vê-la sofrer diariamente, mesmo esperando o dia de sua partida, explica que não sentiu nenhum tipo de conforto quando soube que tinha falecido. Desejando que o céu estivesse em festa, recheado das suas flores favoritas, ela torce para que sua personalidade pudesse ter sido recuperada no paraíso.


“Eu sou uma mulher. Isso é intimidação.” Jogadora iraniana se defende de acusações de ser homem

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.