Comportamento

Foto emocionante mostra o momento em que guarda civil faz o resgate de um bebê no mar

A imagem rodou o mundo inteiro e emocionou muitas pessoas. Confira a história por trás dela.



A imigração ilegal é uma realidade muito presente em diversos países. Pessoas que vivem em áreas de pobreza, fome, guerra e falta de oportunidades, muitas vezes, enxergam nesse processo a maneira mais “rápida” de encontrar uma vida melhor em outros locais.

Solteiras ou famílias inteiras se arriscam através da terra ou do mar para conseguir entrar em outros países e recomeçar. Em alguns casos, isso dá certo, em outros, os resultados são bastante negativos.

Recentemente, uma tentativa de imigração se tornou conhecida em todo o mundo. Milhares de imigrantes ilegais foram contidos no território espanhol localizado na África e o momento rendeu uma foto tocante, que tem rodado o mundo e impactado diversas pessoas.


De acordo com informações do G1, na última terça-feira (18), a Guarda Civil da Espanha, juntamente com a Cruz Vermelha, realizou uma operação nas águas do Estreito de Gibraltar, que liga o Oceano Atlântico ao Mar Mediterrâneo e separa a África da Europa, para enviar de volta ao Marrocos imigrantes que tentavam entrar em Ceuta, território hispânico, a nado.

Entre os imigrantes, havia crianças e bebês. Divulgada pela Guarda Civil do país, a foto de um desses bebês sendo salvo por um dos guardas civis em pleno mar viralizou e é um retrato da dura realidade das imigrações ilegais.

Segundo a corporação, todas as crianças resgatadas na operação foram devolvidas às suas famílias.

Direitos autorais: reprodução Guardia Civil.


Fernando Grande-Marlaska, ministro do Interior da Espanha, disse que embora seja cedo para determinar quantos menores de idade haviam chegado, recebeu a informação de que se tratava de 1,5 mil e que “exames correspondentes” determinarão quantos anos tinham.

Apesar de essa foto ter dado visibilidade à imigração do Marrocos para o território espanhol de Ceuta, essa é uma realidade bastante comum no país. Os números mais atuais indicam que 8 mil imigrantes já tentaram fazer a travessia, dos quais 4 mil foram enviados de volta ao Marrocos.

Direitos autorais: Reprodução Guardia Civil

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol, chegou a cancelar uma viagem a Paris por causa da crise migratória, com número recorde, e anunciou que fará um pronunciamento depois que os ministros do conselho do país se reunirem.


O representante espanhol afirmou que sua prioridade é restabelecer a “normalidade” em Ceuta e garantir que os cidadãos saibam que são apoiados totalmente pelo governo da Espanha.

Qual sua opinião sobre a imigração?

Comente abaixo e compartilhe a notícia em suas redes sociais!

 


“Quero mostrar o que a natureza tem”: influencer indígena mostra riqueza amazônica nas redes sociais

Artigo Anterior

Mulher usa nota falsa de R$ 100 para comprar trufas de menino que vende doces em semáforo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.