Comportamento

Fotógrafo capta os incríveis olhos azuis dos membros da tribo indonésia buton. Beleza única!

As imagens feitas por este fotógrafo transmitem a beleza e a singularidade das pessoas dessa tribo. Veja!



O nosso planeta é cheio de diversidades incríveis, que merecem ser conhecidas.

Desde culturas cheias de riqueza até características físicas únicas, podemos nos surpreender ao descobrir todas as belezas escondidas por aí, prontas para serem exploradas e apreciadas.

Uma dessas diversidades culturais que merecem a nossa atenção é a presente na tribo indígena buton, que vive em uma ilha indonésia. Segundo informações do Daily Mail, o povo buton faz parte da 19ª maior ilha da Indonésia, a Ilha Buton, que fica no sudeste da região de Sulawesi.


Esse povo é dividido em várias tribos menores, e algumas delas possuem a rara síndrome de Waardenburg, que dá uma cor azulada única aos seus olhos, capazes de encantar qualquer um.

O Healthline explica que a síndrome de Waardenburg é causada por mutação nos genes e afeta os melanócitos, relacionados à cor do cabelo, da pele e dos olhos, além da função do ouvido interno, levando à perda de audição.

Por causa da síndrome, o povo buton se diferencia da maioria das pessoas da Indonésia, que tradicionalmente têm olhos e cabelos escuros.

Sua beleza única ficou conhecida depois de ser captada por Korchnoi Pasaribu, fotógrafo e geólogo que tem como foco de trabalho mostrar as tribos e a herança cultural da zona rural da Indonésia, desde 2019.


Korchnoi diz que, apesar de a fotografia não ser sua profissão de tempo integral, é seu amor, seu hobby. Ele explicou que fotografou a tribo buton por ser “inspiradora” e “única”, acrescentando que sua cor de olhos favorita é a azul.

O resultado dessa grande admiração pelas pessoas da tribo foi mostrado em retratos impressionantes, que Korchnoi compartilha com o público através de seu perfil no Instagram.

Abaixo mostramos algumas dessas fotos. Confira e se encante:

Direitos autorais: reprodução Instagram/@geo.rock888.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@geo.rock888.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@geo.rock888.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@geo.rock888.

Em uma das publicações, o geólogo explica que o povo buton não se queixa de problemas na visão provocados pela síndrome, apenas seus olhos podem lacrimejar quando expostos ao excesso de luz.


Essas imagens são de tirar o fôlego. Além de sua qualidade profissional, são capazes de transmitir a unicidade desse povo, sempre incluindo a natureza, que faz parte de suas vidas.

Lindo demais, não é mesmo?

Compartilhe essas imagens com os amigos nas redes sociais e ajude a espalhar a beleza desse povo!


Desconhecidos fazem “corrente humana” para salvar cão que caiu em córrego!

Artigo Anterior

Homem que vivia na rua e estudava sozinho conquista trabalho e casa durante a pandemia!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.