Comportamento

“Fui rejeitada por meu tamanho e peso.” Jovem perde emprego por não entrar no uniforme

Em meio às lágrimas, a jovem contou a experiência que teve com uma empresa que a contratou para um trabalho. Confira!



O preconceito em relação ao peso das pessoas é algo bastante presente em nossa sociedade, ainda que nos últimos tempos tenham surgido movimentos que promovem a autoaceitação e o respeito a todos os tipos de corpos.

Infelizmente, muitas pessoas precisam enfrentar a gordofobia diariamente e lidar com comentários e atitudes preconceituosos, que podem prejudicar sua vida em âmbito pessoal e profissional.

A espanhola Alba Nevado é uma dessas pessoas. Recentemente, ela compartilhou um relato tocante em seu perfil no Instagram, contando que perdeu uma oportunidade de trabalho por conta de suas medidas.


Aprovada nos testes de seleção, a jovem havia sido contratada pela empresa de aviação chamada Best Way para ser uma das recepcionistas de uma feira de turismo em Madrid.

Em seguida, recebeu um uniforme para experimentar, que deveria ser utilizado nos dias do evento obrigatoriamente. O modelo oferecido a ela não se ajustava ao seu tamanho, e o que se esperava era que recebesse uma opção maior, para que pudesse trabalhar com mais conforto.


 



Ver essa foto no Instagram




 

Uma publicação compartilhada por Alba Nevado Nieto (@alba.nevado)

No entanto, a realidade foi bastante diferente. Segundo a jovem contou, a empresa fez comentários depreciativos sobre sua aparência, dando a entender que a culpada era ela por não caber no uniforme, e não da própria empresa, que não tinha modelos maiores para lhe oferecer.

Em meio a lágrimas, profundamente abalada com a situação, Alba disse que, depois disso, a empresa lhe disse que sentia muito, mas que a mandaria de volta para casa porque ela não poderia trabalhar sem o uniforme.

A jovem desabafou, dizendo que não queria ser tratada como um problema ou como se a sua imagem fosse a única coisa necessária para ser bem-sucedida num trabalho. Ainda disse que por não se enquadrar no padrão de beleza atual, não pôde trabalhar e que foi rejeitada por seu tamanho e peso.

O vídeo publicado há uma semana já soma mais de 3 milhões de reproduções. Em nova publicação, ela disse que a empresa a contatou para se desculpar e lhe ofereceu um novo emprego, mas Alba recusou, porque não se sente motivada depois do ocorrido.

Segundo a ABC, a Best Way publicou nota explicando que, no dia anterior ao evento, foram distribuídos uniformes aos mais de 100 contratados, para que fizessem a prova, mas Alba não teria feito, dizendo que “não tinha tempo”, e que apenas os comunicou sobre o fato mais tarde.

Eles ainda afirmaram que não rejeitaram nenhum funcionário por seu porte físico, acrescentando que possuem um equipe de apoio que pode atender a todos os tipos de tamanhos, menores, iguais ou maiores que o da jovem.

O que você pensa sobre o caso? Já passou por uma experiência similar?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!

“Deus trabalha de maneiras misteriosas.” Policial salva a vida de bebê de 12 dias dentro de carro!

Artigo Anterior

“Propositalmente preguiçosa”: mãe defende que filhos comecem a cuidar de si mesmos a partir dos 3 anos!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.