Comportamento

Funcionária de hospital usa cartão de paciente falecida para comprar salgados e doces

Caso aconteceu em um hospital da Inglaterra. Entenda melhor!



Os profissionais de saúde são pessoas nas quais nós confiamos verdadeiramente. Sabemos que estudaram por muito tempo para nos oferecer o melhor cuidado possível e acreditamos que são seres humanos empáticos e conscientes, que nos respeitarão independentemente do que aconteça conosco.

Embora nossa confiança nesses profissionais seja, muitas vezes, justificada, em outras situações, podemos nos decepcionar verdadeiramente com eles. Eles podem protagonizar atitudes absurdas, de muito desrespeito, que tiram toda a sua credibilidade.

Um caso que aconteceu recentemente em Birmingham, na Inglaterra, deixa essa realidade clara. Uma assistente de saúde da ala de covid do Hospital Heartlands teve uma atitude bastante absurda depois da perda de um paciente para a doença.


Segundo contado pela BBC, com informações da polícia de West Midlands, Ayesha Basharat pegou o cartão da paciente de 83 anos, que faleceu em 24 de janeiro, e o usou cerca de 17 minutos após o registro da sua morte. Comprou doces e salgados na máquina do hospital.

A mulher usou a opção de aproximação do cartão para pagar as compras, e tentou usá-lo duas vezes no dia 28 de janeiro, mas ele já havia sido cancelado.

Direitos autorais: divulgação Polícia de West Midlands.

Ayesha, de 23 anos, foi presa dias depois, durante seu turno de trabalho, de posse do cartão. Segundo a polícia, a funcionária alegou que confundiu o cartão com o seu, mas ambos apresentavam cores diferentes. Além disso, ela desobedeceu às regras do hospital sobre propriedade perdida de pacientes.


A mulher recebeu duas penas de prisão simultâneas de cinco meses cada uma, com suspensão por 18 meses. Segundo o detetive Andrew Snowdon, que acompanhou o caso, o furto foi uma “abominável violação de confiança”, que deixou a família da idosa falecida bastante angustiada.

Ele acrescentou que a família ainda estava lutando para aceitar a morte da mulher, quando descobriu o desaparecimento do cartão e precisou lidar com a situação.

Segundo o porta-voz do Heartlands Hospital, a funcionária Basharat foi imediatamente suspensa depois que a informação chegou à administração da instituição. Ele ainda ofereceu condolências e desculpas à família da paciente, classificou o ato da ex-funcionária como “vergonhoso” e disse que ela enfrentaria procedimentos disciplinares.

Com toda certeza, a assistente de saúde terá muito tempo para refletir sobre as suas atitudes. Em um momento de pandemia e muito sofrimento, certas atitudes chocam a todos e mostram o quanto é importante exercermos a empatia e o respeito o próximo.


Caixa dá os seus últimos trocados para pagar compra de cliente e recebe mais de R$ 115 mil após vaquinha!

Artigo Anterior

Labrador falece uma hora depois da partida do seu dono. Ficou ao seu lado até o fim!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.