Comportamento

Funcionário percebeu que o cliente estava com dificuldade para comer sozinho e se ofereceu para ajudá-lo

5 capa Funcionario percebeu que cliente estava com dificuldades para comer sozinho e se ofereceu para ajuda lo

Percebendo que o cliente precisava de ajuda para se alimentar, um dos garçons decidiu se oferecer para tornar aquela noite ainda mais agradável para a família.



A expressão pessoas com deficiência (PCD) veio para substituir o antigo “pessoa deficiente”, mostrando que o indivíduo não é uma deficiência, e sim nasceu com uma ou a contraiu. Além da acessibilidade nas palavras, nos últimos anos, tem sido exigido de maneira veemente que os estabelecimentos públicos e privados possam ser frequentados por pessoas com diferentes deficiências.

Quando falamos sobre acessibilidade, não significa apenas colocar uma rampa na frente dos restaurantes e demais lugares, mas garantir que todos estejam plenamente preparados e equipados para receber pessoas com deficiência, e isso inclui capacitar as equipes para que saibam muito bem como agir e o que falar. É preciso que todos os indivíduos se sintam aceitos e bem recebidos em todos os espaços.

Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019, divulgada em agosto deste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que naquele ano existiam cerca de 17,3 milhões de pessoas com deficiência em pelo menos uma de suas funções de dois anos ou mais. O número é significativo e abrange quase 9% da população em cada faixa etária estudada, o que mostra ainda mais a urgência de tornar todos os espaços acessíveis.


O último dado apresentado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que, no mundo, mais de 1 bilhão de pessoas vivem com algum tipo de deficiência e, em algumas comunidades, de acordo com o secretário-geral António Guterres, essas pessoas acabam desconectadas, vivendo isoladas e enfrentando discriminação.

Em Raleigh, na Carolina do Norte (Estados Unidos), uma cena de completa delicadeza dos funcionários de um restaurante acabou viralizando nas redes sociais. Lee Bondurant nasceu com paralisia cerebral e, no seu caso, não consegue movimentar os membros superiores, por isso enfrenta dificuldades para se alimentar, principalmente em público.

Lee e sua mãe Linda Bondurant Snow escolheram o restaurante “42nd St. Oyster Bar”, e esperavam passar uma agradável noite juntos. Enquanto desfrutava do seu jantar, a mãe também ajudava o filho a comer, algo que ela fazia havia muitos anos. Rapidamente, a equipe do restaurante percebeu o que estava acontecendo, e ficou pensando em formas de ajudar para que ela também tivesse uma noite confortável.

5 2 Funcionario percebeu que cliente estava com dificuldades para comer sozinho e se ofereceu para ajuda lo

Direitos autorais: reprodução Facebook/Lee Bondurant.


O restaurante é especialista em ostras, que não são os alimentos mais simples do mundo de comer, além de frutos do mar em geral. Um dos garçons ficou observando atentamente o casal e decidiu se oferecer para ajudá-lo a se alimentar, depois de pedir uma pequena pausa no atendimento das mesas ao chefe, que prontamente aceitou.

Lee explica em sua publicação no Facebook que normalmente não teria aceitado a ajuda de um completo estranho, mas que, naquela noite, sentiu que o garçom estava fazendo aquilo não por pena, mas apenas para tornar a noite de todos ainda mais agradável.

A forma como ele fez aquilo também foi bem sutil, pois ele se aproximou da mesa e perguntou se o homem já tinha comido ostras, ele disse que não, então o garçom, chamado de Five, perguntou se poderia servi-lo.

Não existiu nenhum tipo de pressão ou constrangimento, e Linda contou que seu filho não se sentiu nem um pouco envergonhado, tornando aquele um bom momento. A ajuda do garçom não fez com que Lee se sentisse incapaz ou anulado, correu de maneira tão natural, que os dois se entenderam muito bem.


5 3 Funcionario percebeu que cliente estava com dificuldades para comer sozinho e se ofereceu para ajuda lo

Direitos autorais: reprodução Facebook/Lee Bondurant.

Linda ficou tão emocionada com aquele momento, que fez a publicação no Facebook, recomendando a todos que fossem ao restaurante especializado em ostras, que procurassem Five, o garçom gentil e extremamente educado. Cerca de um mês depois, no aniversário de Lee, ele e o garçom se encontraram novamente, marcando outro momento de muita ternura e amizade.

Apenas 30% das pessoas encontram todos os coelhos na imagem em 20 segundos!

Artigo Anterior

O zodíaco revela: estas 4 combinações de amizade são as mais poderosas!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.