Notícias

Gabriel Monteiro é alvo de operação sobre vazamento de vídeo íntimo com menor

Foto: Reprodução
gabriel monteiro

O vereador Gabriel Monteiro (PL) é alvo de uma operação da Polícia Civil do RJ nesta quinta-feira (7), dentro do inquérito sobre o vazamento de um vídeo íntimo de Gabriel fazendo sexo com uma adolescente de 15 anos.

A gravação foi compartilhada no Twitter e no WhatsApp, e Gabriel acusa ex-funcionários de vazá-la.

Gustavo Lima, advogado de Gabriel, afirmou que “ainda não tinha conhecimento pleno dos autos”. “Portanto, inviável qualquer manifestação”, declarou.

Agentes da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) saíram para cumprir mandados de busca e apreensão contra Gabriel e outras seis pessoas, entre assessores e ex-funcionários dele. Não há mandados de prisão, mas, por volta das 8h30, o vereador se dirigia para a 42ªDP (Recreio) para prestar esclarecimentos. Na casa dele a polícia apreendeu vários documentos e equipamento.

Captura de Tela 2022 04 07 às 14.46.18

O vereador Gabriel Monteiro (PL) é alvo de uma operação da Polícia Civil do RJ nesta quinta-feira (7), dentro do inquérito sobre o vazamento de um vídeo íntimo de Gabriel fazendo sexo com uma adolescente de 15 anos. – Direitos autorais: Reprodução/ TV Globo

Gabriel também enfrenta uma representação na Câmara Municipal do Rio por conta desse vazamento e de acusações, feitas por assessores e ex-funcionários, de assédios moral e sexual, agressões e uso indevido de servidores. Ele pode até perder o mandato.

Captura de Tela 2022 04 07 às 14.48.29

Gabriel Monteiro recebe policiais em sua casa – Direitos autorais: Reprodução/TV Globo

Segundo depoimento de assessores, Gabriel Monteiro costumava fazer orgias na casa dele com menores de idade. De acordo com o funcionário, algumas vezes ele chegou na casa do vereador e o encontrou virado de festas, com meninas saindo de lá chorando, aparentando terem sido vítimas de estupro.

Captura de Tela 2022 04 07 às 14.48.36

Policiais vasculham documentos na casa de Gabriel Monteiro – Direitos autorais: Reprodução/TV Globo

Entre os endereços visados estão a casa do vereador, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, e o gabinete dele na Câmara de Vereadores, no Centro do Rio.

Captura de Tela 2022 04 07 às 14.48.44

Policiais circulando com computadores e equipamentos de vídeo dentro da casa do vereador Gabriel Monteiro, alvo de operação nesta quinta-feira (7) – Direitos autorais: Reprodução/ TV Globo

Os mandados foram expedidos pelo Plantão Judiciário. Gabriel pode responder por distribuir material pornográfico envolvendo menores (Artigo 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente). A pena chega a seis anos de prisão mais multa.

A Justiça já tinha determinado que o Twitter retirasse o vídeo do ar, a pedido da polícia e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

Captura de Tela 2022 04 07 às 14.48.50

Policiais civis fazem busca na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro em operação contra o vereador Gabriel Monteiro – Direitos autorais: Reprodução/ TV Globo

Relembre o caso

Tanto Monteiro quanto a jovem alegam que tanto a relação íntima quanto a gravação do vídeo foram autorizadas pelas duas partes. Gabriel afirma ainda que a jovem teria dito a ele que era maior de idade.

A jovem de 15 anos, acompanhada da mãe, e o próprio vereador foram à 42ª DP para abrir um registro de ocorrência. Na delegacia, a mãe da adolescente disse que o ato entre a filha e o vereador foi consensual.

Gabriel Monteiro afirma que dois ex-assessores teriam sido responsáveis pelo vazamento e os acusa de traição.

O processo na Câmara

Nesta quarta-feira (6), a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores encaminhou a representação contra Gabriel Monteiro para a Comissão de Constituição e Justiça da Casa.

O político é acusado por ex-servidores e funcionários de vários crimes, entre eles, assédios moral e sexual, agressões, violação de direitos de uma criança e uso indevido de servidores.

Na terça (5), o Conselho de Ética da Câmara decidiu por unanimidade abrir a representação — foram sete votos a zero.

0 %