Família

Galã dos anos 90, Mateus Carrieri fala sobre filhas bissexuais: “Temos que nos desconstruir e apoiar”

capagala dos anos 90 Mateus Carrieri fala sobre filhas bissexuais Temos que nos desconstruir e apoiar

O ator se pronunciou sobre o relacionamento que tem com as duas filhas adolescentes. Confira!



Em nossa sociedade atual, cada vez mais homens e mulheres têm encontrado o seu espaço dentro da própria sexualidade, e sentem-se mais livres para falar sobre isso, já que evoluímos muito no quesito tolerância e respeito, e temos conquistado mais direitos para essas pessoas, ainda no meio de muita intolerância.

Sejam famosos ou anônimos, não é raro vermos notícias de pessoas que deixaram de se esconder e começaram a se manifestar com autenticidade.

Nesse sentido, o apoio da família é muito importante, porque as ajuda a compreender que são amadas e aceitas de qualquer maneira, dando-lhes mais coragem de viver segundo suas convicções.


Já falamos por aqui sobre alguns famosos que expressaram publicamente orgulho de seus filhos homoafetivos, como Popó e Kadu Moliterno. Hoje trazemos mais um exemplo positivo entre os artistas. Mateus Carrieri, ator e personal trainer, que fez sucesso como galã dos anos 1990, falou sobre as filhas de 14 e 13 anos, assumidamente bissexuais.

O ator, que tem uma relação bastante aberta com a própria sexualidade, afirmou que sente muito orgulho das adolescentes. Ele disse que tem um relacionamento muito legal com as filhas, que aprende muito com elas e sentiu a necessidade de se posicionar sobre o assunto para incentivar outros pais a fazer o mesmo.

2gala dos anos 90 Mateus Carrieri fala sobre filhas bissexuais Temos que nos desconstruir e apoiar

Direitos autorais: reprodução Instagram/@mateuscarrieriof.

3gala dos anos 90 Mateus Carrieri fala sobre filhas bissexuais Temos que nos desconstruir e apoiar

Direitos autorais: reprodução Instagram/@mateuscarrieriof.


Carrieri argumentou que o apoio da família nessa área da vida é muito importante, e falou aos pais que devem fazer com que os filhos se sintam seguros dentro de casa, pois sentir que não é aceito na própria casa é algo “terrível”. Para o ator, os pais precisam enxergar os filhos com mais amor e se “desconstruir e apoiar”.

Mesmo dizendo que as gerações anteriores tiveram educação “machista” e “homofóbica”, o ator defendeu que, especialmente os homens, precisam perceber falas preconceituosas que já estão enraizadas em seu subconsciente.

Sem poupar elogios a Chiara e Francesca, ele revelou que sente o maior orgulho das meninas, acrescentando que o que realmente importa é o caráter delas. Também contou que as filhas lhe ensinaram a cortar comportamentos preconceituosos.

É muito interessante vermos que cada vez mais os preconceitos estão sendo superados, e diversos pais e mães, mesmo com muita visibilidade, têm se expressado positivamente sobre o assunto, colocando a felicidade e o apoio aos filhos acima de tudo, sem se importar com a opinião de terceiros.


Aos 86 anos, mulher se torna pentavó e celebra os mais de 90 netos: “Sou uma mulher de sorte”

Artigo Anterior

“Confiança é poder!” Os 3 signos mais resilientes. Nada abala sua força!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.