publicidade

Garçom paga porção e refrigerante para menino poder ver jogo em bar no interior de sp

Você já quis muito fazer alguma coisa, mas por motivos de força maior foi impedido?

É muito ruim ter nossos sonhos frustrados por algo que não está em nosso controle resolver. No entanto, as coisas podem mudar quando outra pessoa estende a mão e decide nos ajudar.



Foi isso que fez Daniel Berg Queiroz de Araujo, garçom de bar na cidade de Carapicuíba (SP).

Em um domingo de futebol, o bar em que trabalha estava cheio de pessoas que foram acompanhar o jogo por lá. Entre essas pessoas, estava um garotinho chamado João. A princípio, Daniel achou que se tratava do filho de um cliente e foi falar com ele, e percebeu que o menino estava sozinho e que deveria consumir algum produto da casa para que pudesse assistir ao jogo lá, mas não tinha dinheiro.

“Eu me vi naquela situação de querer assistir a um jogo, e não poder”, disse Daniel.

O garçom nasceu em uma cidade no interior da Bahia. Durante sua infância, nem todos possuíam antena parabólica e ele dependia de outras pessoas para acompanhar os jogos do seu time Vasco.


Ele se identificou com o menino João e por isso pagou uma porção de fritas e refrigerante para que ele pudesse ficar e acompanhar o jogo no local.

“Eu disse que isso não era problema e para ele ficar à vontade. Comprei uma porção de batata e um refrigerante, como se fosse para mim. Teve até uma situação engraçada…ele pegou três batatas na mão e falou: ‘pode levar o restante’, com medo que fosse pagar mais. Passei a mão na cabeça dele e falei: ‘fique à vontade, qualquer coisa, pode vir aqui e falar comigo. Se alguém mexer com você, fale comigo’.”

Daniel, também conhecido como Berg, teve a oportunidade de ajudar uma pessoa da mesma maneira como foi ajudado pelo dono do bar em sua cidade, que o deixava assistir aos jogos do Vasco na infância: “Ele me tratava bem no estabelecimento, deixava eu assistir aos jogos do Vasco. Eu não fiz isso para repercutir. Era para eu fazer aquilo naquele momento”, disse em entrevista à redação do Razões para Acreditar.


João assistiu atentamente ao jogo entre Chelsea X Everton no Campeonato Inglês. Depois foi embora e retornou cerca de meia hora depois para curtir mais um tempo no bar.

“Perguntei se ele queria mais alguma coisa. Aí demos um sorvete para ele. Depois a mãe dele veio aqui perguntando se ele não estava incomodando, mas não era nada demais. Graças a Deus pude fazer uma boa ação e receber uma enxurrada de elogios”, disse Berg.

A atitude do garçom também foi apreciada pelos clientes que estavam no local, entre eles Amanda Bruno, que registrou o momento no Facebook.

A publicação já tem mais de 100 mil curtidas e 40 mil compartilhamentos, e muitas pessoas usaram os comentários para parabenizar o jovem por sua bela atitude.

Parabéns a Daniel pela empatia e carinho! Que o seu exemplo possa ser seguido!

Compartilhe o artigo com seus amigos nas redes sociais!


Direitos autorais da imagem de capa: Reprodução / Facebook Amanda Bruno.

 

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.