4min. de leitura

Garçom paga porção e refrigerante para menino poder ver jogo em bar no interior de sp

Você já quis muito fazer alguma coisa, mas por motivos de força maior foi impedido?

É muito ruim ter nossos sonhos frustrados por algo que não está em nosso controle resolver. No entanto, as coisas podem mudar quando outra pessoa estende a mão e decide nos ajudar.



Foi isso que fez Daniel Berg Queiroz de Araujo, garçom de bar na cidade de Carapicuíba (SP).

Em um domingo de futebol, o bar em que trabalha estava cheio de pessoas que foram acompanhar o jogo por lá. Entre essas pessoas, estava um garotinho chamado João. A princípio, Daniel achou que se tratava do filho de um cliente e foi falar com ele, e percebeu que o menino estava sozinho e que deveria consumir algum produto da casa para que pudesse assistir ao jogo lá, mas não tinha dinheiro.

“Eu me vi naquela situação de querer assistir a um jogo, e não poder”, disse Daniel.


O garçom nasceu em uma cidade no interior da Bahia. Durante sua infância, nem todos possuíam antena parabólica e ele dependia de outras pessoas para acompanhar os jogos do seu time Vasco.

Ele se identificou com o menino João e por isso pagou uma porção de fritas e refrigerante para que ele pudesse ficar e acompanhar o jogo no local.

“Eu disse que isso não era problema e para ele ficar à vontade. Comprei uma porção de batata e um refrigerante, como se fosse para mim. Teve até uma situação engraçada…ele pegou três batatas na mão e falou: ‘pode levar o restante’, com medo que fosse pagar mais. Passei a mão na cabeça dele e falei: ‘fique à vontade, qualquer coisa, pode vir aqui e falar comigo. Se alguém mexer com você, fale comigo’.”

Daniel, também conhecido como Berg, teve a oportunidade de ajudar uma pessoa da mesma maneira como foi ajudado pelo dono do bar em sua cidade, que o deixava assistir aos jogos do Vasco na infância: “Ele me tratava bem no estabelecimento, deixava eu assistir aos jogos do Vasco. Eu não fiz isso para repercutir. Era para eu fazer aquilo naquele momento”, disse em entrevista à redação do Razões para Acreditar.


João assistiu atentamente ao jogo entre Chelsea X Everton no Campeonato Inglês. Depois foi embora e retornou cerca de meia hora depois para curtir mais um tempo no bar.

“Perguntei se ele queria mais alguma coisa. Aí demos um sorvete para ele. Depois a mãe dele veio aqui perguntando se ele não estava incomodando, mas não era nada demais. Graças a Deus pude fazer uma boa ação e receber uma enxurrada de elogios”, disse Berg.

A atitude do garçom também foi apreciada pelos clientes que estavam no local, entre eles Amanda Bruno, que registrou o momento no Facebook.

A publicação já tem mais de 100 mil curtidas e 40 mil compartilhamentos, e muitas pessoas usaram os comentários para parabenizar o jovem por sua bela atitude.

Parabéns a Daniel pela empatia e carinho! Que o seu exemplo possa ser seguido!

Compartilhe o artigo com seus amigos nas redes sociais!


Direitos autorais da imagem de capa: Reprodução / Facebook Amanda Bruno.

 

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.