Notícias

Garota de 19 anos morre enquanto andava em brinquedo de um parque de diversões

Zeynep Gunay, de 19 anos, morreu após engasgar-se enquanto andava em um brinquedo de um parque de diversões turco.



Os pais da jovem informaram que perceberam que a filha passava mal durante uma volta no “Kamikaze”, mas disseram que os pedidos para parar o brinquedo foram ignorados pelos operadores. Segundo reportagem do Daily Mail, o acidente aconteceu entre as 14 e 15 horas, no horário local de Istambul, no Hayrola Luna Park.

A jovem sonhava em ser psicóloga e foi ao parque para se distrair enquanto aguardava o resultado dos exames de admissão na universidade.

Uma foto das câmeras de segurança do parque mostra a adolescente sentada no brinquedo, usando uma máscara branco, hijab cinza e jaqueta leve. Ela aguardava o início do percurso do Kamikaze.


Acredita-se que durante o percurso do brinquedo ela tenha desmaiado e engasgado com o próprio vômito.

Pais tentaram pedir ajuda para operadores do brinquedo no parque de diversões

Segundo afirmam seus pais, foram feitos diversos pedidos para que os operadores do brinquedo interrompessem o percurso, mas eles ignoraram os pedidos.

A jovem foi removida inconsciente do brinquedo e, segundo relatos dos familiares, os operadores orientaram aos pais que a “esbofeteassem duas ou três vezes” para ajudá-la a acordar.


O tio da jovem, Fatih Gunay, disse que a família foi forçada a chamar uma ambulância porque os funcionários do parque não levaram a situação a sério o suficiente para acionar os serviços de emergência.

Gunay foi levada ao hospital, onde foi declarada morta. Seu tio acredita que a menina morreu por negligência e disse que a família fará ‘qualquer coisa para conseguir justiça’. Até o momento não se tem informações sobre uma queixa formal às autoridades ou se o caso está sendo investigado pela polícia.

Tirullipa sofre acidente em condomínio e passa por cirurgia: ”11 parafusos e uma placa”

Artigo Anterior

Jovem do meme “Já acabou, Jéssica” sofreu com depressão e automutilação após vídeo viralizar: “Até hoje não aceito totalmente”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.