“garoto borboleta” morre aos 17 anos e nos deixa várias lições de vida

Jonathan Pitre foi um menino canadense muito especial. Ele possuía uma condição de pele muito rara conhecida como epidérmolise bolhosa, que atinge menos de 17 mil pessoas no mundo inteiro.



Aqueles que sofrem com essa condição possuem uma pele muito frágil e delicada, e costumam ser conhecidos como “garotos(as) borboleta”, porque sua pele é frágil assim como as asas do inseto.

Uma das principais consequências da epidérmolise bolhosa é o aparecimento de bolhas no corpo, especialmente nas áreas de maior atrito e nas mucosas, o que resulta no surgimento de lesões profundas e cicatrizes semelhantes às de queimaduras.

É uma condição de saúde cruel e debilitante, mas mesmo convivendo com essa realidade desde muito cedo, Jonathan não se entregou, pelo contrário, tornou-se uma grande inspiração para as pessoas ao seu redor e para todos nós.

“Eu só tenho uma expectativa de vida de 25 anos e já cheguei na metade da minha vida. Isso dá uma perspectiva diferente, pense no que você tem, pense em toda a felicidade a sua volta, pense em todo o amor”.


Jonathan costumava fazer vídeos e publicações falando sobre sua vida. Ele parecia enxergar a vida com muita sabedoria, via significado e beleza onde nós enxergamos apenas normalidade. Sua trajetória é um exemplo e merece ser conhecida por mais pessoas.

“As vitórias e obstáculos enfrentados por Johnny se tornaram públicos nos últimos anos fazendo com que muitas pessoas se emocionassem com sua sabedoria. Estou orgulhosa em dizer que você conseguiu meu garoto”, disse Tina Bolieau, mãe de Jonathan.


Nos vídeos que fazia, ele mostrava as dificuldades de sua rotina, e como mesmo as atividades mais triviais, como tomar banho e trocar de roupa eram uma conquista especial diária, porque lhe causavam muita dor. Ainda assim, sempre se manteve positivo e otimista, inspirando outras pessoas que sofriam com condições de saúde.

Com seus vídeos explicando mais sobre sua condição, ele conquistou muitas pessoas ao redor do mundo e conseguiu arrecadar mais de 200 mil dólares para ajudar as pessoas nas mesmas condições. O primeiro ministro do Canadá, Justin Trudeau, se sensibilizou com a história do menino, e após sua morte, no dia 4 de abril de 2018 fez uma homenagem a ele em seu Twitter:

“Jonathan Pitre foi um herói em todos os sentidos desta palavra. Um lutador corajoso e determinado, que persistiu e enfrentou todas as batalhas, inspirando tanta gente. Meus sentimentos profundos estão com sua mãe Tina e toda sua família”.

Em entrevista ao jornal Ottawa Citizena mãe de Jonathan disse que, mesmo em meio às dificuldades dos últimos momentos, ele ainda se mantinha otimista, amoroso e bem-humorado.

Abaixo está um dos vídeos (em inglês) de Jonathan, que ele fez quando tinha 14 anos e já nos presenteava com muitas lições de vida:

Sua história é realmente inspiradora e nos serve de lição. Devemos agradecer todos os dias pela nossa saúde e oportunidade de viver com saúde.


Direitos autorais da imagem de capa e usada no texto: Julie Oliver

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.