Gente completa não ama pequeno



Gente completa ama por inteiro. Ama em silêncio, ama berrando aos quatro cantos. Pouco importa a forma, mas sim a felicidade em viver esse sentimento.

Antes de sair se relacionando por aí, por que você não tira um tempo para o autoconhecimento e autoceitação? Resolva suas pendências pessoais; não tente dar um passo maior do que você consegue dar, entenda que amor-próprio são pequenos passos diários começando por superar um trauma aqui, parar de se comparar ali, parar de criticar você e as outras pessoas acolá, olhar-se no espelho e enxergar suas qualidades cá…

Para amar o outro transbordante e intensamente, você precisa estar bem consigo mesma. Você precisa primeiro se completar. E ser completo não significa tapar todos os seus vazios, mas aceitá-los e encará-los de um ponto de vista positivo.

Gente completa não precisa procurar em terceiros o que encontrou em uma única pessoa: em si próprio.

É que quando duas pessoas completas se juntam não há tempo para coisas pequenas. Não há tempo para crises ciúmes, insegurança, briga por besteira ou orgulho. O período que seria desperdiçado nessas coisas, ganha-se em carinho, cumplicidade, demonstração de amor e novas boas histórias. Vê a diferença entre relacionar-se de bem com seu eu versus com pendências consigo mesmo?

Gente completa ama por inteiro. Ama em silêncio, ama berrando aos quatro cantos. Pouco importa a forma, mas sim a felicidade em viver esse sentimento. Valoriza os gestos de afeto, as demonstrações – mesmo singelas – de carinho, o “eu te amo, besta”. Caminha lado a lado. Elogia as qualidades e ajuda na transformação dos defeitos em virtude. Afinal, amor também é evolução.

Gente complete não se contenta com migalhas, metades e falso amor. Ilusão para quê, quando se pode viver algo real?!

Não. Isso não lhe cabe. Não cabe em lugares apertados e sem cor, porque uma pessoa inteira é grande e colorida demais para aceitar que apaguem sua luz interna. O amor é para arrepiar, trazer alegria, fazer o coração sorrir (e eu não especifiquei o amor nessa parte).



Então, pare um pouco. Você não depende de uma outra pessoa, não precisa ficar se apegando e se relacionando com o primeiro que surgir enquanto pode arrumar a bagunça aí dentro.

Assim, quando encontrar alguém que já volta dessa caminhada, assim como você, que ela fique e seja o melhor e mais doce sentimento que você vai encontrar na sua vida.



Direitos autorais da imagem de capa: unsplasd – sY9y9R1_R8o






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.