O SegredoReflexãoRelacionamentos

Gosto de pessoas que me procuram sem motivos e que me querem sem restrições

gosto de pessoas que me procuram sem motivos

Em nosso ciclo de vida, acumulamos vários tipos de relações sociais. Amigos de infância que nunca nos deixam, colegas efêmeros, encontros casuais que se tornam mais valiosos do que a própria família …



Poderíamos dizer que o nosso cotidiano tece um caleidoscópio complexo onde as emoções e sentimentos sociais podem ser muito diferentes e mesmo contraditórios.

“No entanto, o que mais valorizamos nas pessoas, é a autenticidade. Porque elas exalam humilde, simplicidade, e brilham na integridade que não conhece chantagens, encargos ou duplos sentidos.”

Reflita com agora sobre uma pergunta muito simples: quantas pessoas “autênticas” existem em sua vida? Pense não só nos seus amigos, fixe sua opinião também no nível de família.


Possivelmente estas pessoas não sejam contadas nos dedos de uma mão. Elas são pilares em seu dia a dia, em sua alma, coração, pessoas que te respeitam e com as quais você pode ser você mesmo, sem medo de ser julgado ou olhado com interesses egoístas.

Falaremos hoje sobre as pessoas que nos procuram todos os dias, sem qualquer motivo, apenas porque existimos, porque somos nós.

Amigos, amantes e família … As pessoas importantes que estão em sua vida sem laços, sem pesos e sem sufoco. Apenas partilham suas vidas. Te enriquecendo.

Os tipos de pessoas que incluímos em nossas vidas


Ninguém tem a opção de escolher o tipo de família ou o estilo de educação que irá receber. Você não pode mudar a sua família, mas, eventualmente, sim, você pode escolher como continuará se relacionando com ela.

“O sangue faz a família, mas às vezes as pessoas que a compõem fazem-nos cativos de suas obrigações, esses comportamentos vetam o crescimento pessoal.”

Mas o mesmo não acontece quando saímos da esfera familiar, para entrarmos no complexo campo das relações sociais e emocionais. Que tipo de pessoas que você costuma incluir em sua vida?

Elas podem vir até você com muitos tipos de personalidades, algumas vão se encaixar no quebra-cabeça de suas preferências, no atlas de seus afetos e na roda de suas emoções, mas …


Como saber que tipos de pessoas são as mais adequados para dar-nos uma felicidade verdadeira?


O valor da reciprocidade

Não se trata de um “eu te dei isso, e agora você me deve isso.” Não há nada material, se trata de uma reciprocidade emocional e compatibilidade, onde não há chantagem ou a necessidade de que a outra pessoa cubra os vazios de nossos próprios problemas.


  • Reciprocidade é saber que o que eu investir, me será devolvido. Se eu oferecer-lhe o meu apoio, minha abertura emocional, e minha confiança, espero o mesmo de ti.
  • No momento em que há um desequilíbrio, quando uma das partes toma todo o esforço, o relacionamento deixa de “ser consciente”, porque um dos dois age de forma imatura.
  • A reciprocidade é também baseada no reconhecimento. “Eu reconheço você como alguém importante em minha vida”, então espero o mesmo de você.


A autenticidade

“Pessoas autênticas existem, e sabem mostrar-se como são. Elas aceitam os seus pontos fortes e reconhecem suas falhas, não têm necessidade de esconder atrás de nada, nem de desculpas.”


Quem é autêntico pratica a sinceridade, mas sabemos que é um tipo de sinceridade que ajuda e conforta, e que em nenhum momento, busca atacá-lo ou julgá-lo por suas ações ou palavras.

  • Muitas vezes, especialmente em nível familiar, aparece muito a técnica de julgamento e punição, o “Eu sabia que você não iria conseguir nada”, “e eu te para o seu bem, mas você não compreendendo este caminho.”
  • As pessoas autênticas, humildes e sinceras, não julgam rapidamente. Pois quem é autêntico tem uma boa e adequada empatia.


Seja, primeiro, uma pessoa que merece ser buscada

Não devemos cometer o erro de dependermos de outras pessoas para sermos felizes, para completar a outra metade do sofá ou apenas para sermos ouvidos sobre nossas preocupações diárias.


Ao buscarmos a autenticidade em nossos relacionamentos, devemos praticar e nos tornarmos aquilo que buscamos nos demais.

  • Você quer pessoas nas quais possa confiar? Prove que é confiável.
  • Você quer que te entendam? Aprenda a ouvir. Aprenda a colocar-se no lugar do outro.
  • Você quer trazer alegria para sua vida? Trabalhe sua própria felicidade em primeiro lugar e aprenda a oferecê-la.

Se hoje você tem em seu contexto social pessoas que te procuram por interesses, ou se as pessoas que estão ao seu redor te botam limites … Pense sobre o que você deve fazer para se sentir melhor.

Porque lembre-se: As pessoas não mudam. Na realidade, apenas nunca foram o que você pensou que fossem.

 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

Estresses e ansiedades dos signos do zodíaco e como lidar com eles

Artigo Anterior

Já não me importo com olhares curtos

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.