Notícias

Gosto ruim de hambúrguer faz jovem notar que produto venceu há 10 anos

Capa Gosto ruim de hamburguer faz jovem notar que produto venceu ha 10 anos

O caso ocorreu no Brasil, na cidade de Santos, litoral paulista. A cliente ficou chocada com a descoberta da longa data do alimento.

Uma auxiliar veterinária de 21 anos teve uma péssima surpresa: descobriu que o hambúrguer congelado que havia comprado em um supermercado dias antes na verdade estava vencido havia quase dez anos.

Izabela Amorim disse que começou a suspeitar de algo errado com a comida à primeira mordida — o hambúrguer tinha um gosto estranho. Ela foi atrás da embalagem do hambúrguer e lá estava a data chocante: a validade do produto acabava em 2012.

De acordo com informações apuradas pelo portal de notícias nacional G1, a comida vencida foi vendida numa unidade da rede Dia de supermercados, na cidade de Santos, no litoral paulista.

Perguntado por que manter um produto nessa condição ainda à venda, um responsável pelo supermercado, por meio de nota, disse que a empresa segue todas as normas de controle sanitário em seus estabelecimentos. O hambúrguer é da marca própria da rede supermercadista.

Izabela havia feito o hambúrguer para o jantar, ao fim de mais um dia de trabalho. Enquanto preparava a carne como de costume, ela não suspeitava que estava preparando um alimento com quase 10 anos “de idade”, só quando comia foi alertada pelo gosto estranho, denunciando que algo não estava certo, por isso seu primeiro instinto foi checar a validade na embalagem.

A jovem se lembra que, enquanto cozinhava, o hambúrguer não tinha um cheiro ruim, mas sua aparência e consistência já davam sinais de que algo não ia bem: o produto estava se desfazendo. Izabela não pensou que fosse algo grave, apenas resultado da ação do calor numa comida congelada.

Depois de checar a validade, a moça entrou em choque. Ela conta que saiu mostrando a embalagem para todos, para ter certeza do que via. Todos na sua casa concordaram que a na embalagem constava: fabricação em 25 de novembro de 2011 e validade até 25 de março de 2012.

Não podia acreditar. Se tivesse continuado a comer o hambúrguer, o bem-estar e a saúde da jovem certamente estariam comprometidos.

Ela logo procurou o Serviço de Atendimento ao Consumidor, o famoso SAC, da rede de supermercados onde fez a compra, mas naquele horário não estava funcionando. Tentou no dia seguinte e recebeu da empresa a resposta de que um representante iria à sua residência para retirar o produto e analisá-lo, mas até aquele momento ninguém havia aparecido ou entrado em contato com ela.

A auxiliar deixou claro que considerou o erro do supermercado gravíssimo e, além da troca do produto, ela pretende prestar queixa sobre o ocorrido, acionando o Procon e a Vigilância Sanitária do município.

Quando postou o caso em suas redes, alguns internautas comentaram que poderia ser apenas um erro de digitação. Izabela disse que pensou nisso por um momento também, mesmo assim aquilo não anula a aparência estranha e o gosto anormal do produto que adquiriu.

De acordo com o jornal Metrópoles, o grupo responsável pelo supermercado onde Izabela adquiriu o hambúrguer se manifestou reforçando que segue todas as normas de controle sanitário e acompanha os processos de vigilância em todas as suas lojas.

A empresa disse lamentar o ocorrido e que estava apurando o caso, colaborando com as autoridades na averiguação do fato.

Se tivesse consumido todo o hambúrguer vencido há quase uma década, Izabela poderia ter sérios problemas de saúde, como intoxicação alimentar.

0 %