Comportamento

Grávida cola cartaz em mochila pedindo cuidado aos motoristas ao andar de moto: “Me sinto mais segura”

A vendedora Juciane recorreu a um cartaz para trafegar por Campo Grande com mais segurança. Entenda!



A gravidez coloca as mulheres numa posição de fragilidade, em alguns momentos. Para preservar sua saúde e a dos bebês, muitas mudanças acontecem em suas rotinas, inclusive a adaptação ou proibição de algumas de suas atividades até que já tenham realizado o parto.

No entanto, quando não têm escolha, as futuras mães acabam se arriscando em situações que podem ser perigosas, e precisam contar com o apoio do máximo de pessoas possível.

Foi pensando nisso que Juciane Batista, de 28 anos, que vive em Campo Grande (MS), pensou numa iniciativa bastante inusitada para sentir-se mais segura em sua rotina semanal, enquanto vive o oitavo mês de gestação.


Juciane trabalha no centro da cidade, e o meio de locomoção mais seguro e em conta até lá é a sua moto. Portanto, segundo contou ao G1, depois de conversar com seu médico e obter sua aprovação, com ressalva de cuidado e atenção, ela tem realizado esse trajeto sozinha todos os dias.

No entanto, muitas vezes, encontra desafios no caminho, especialmente devido à falta de atenção e respeito dos condutores. No ano passado, ela chegou a quebrar o pé em um incidente, além de constantemente ser “fechada” por outros veículos.

Preocupada consigo mesma e com o filho Lucas, que está para chegar, ela colou um “cartaz” na mochila que leva para o trabalho, com um pedido de atenção aos motoristas.

No cartaz, que Juciane usa todos os dias, está escrito em letras maiúsculas: “Cuidado, estou com 8 meses de gestação. Mantenha a distância, por favor, ainda preciso comprar o enxoval do Lucas… obrigada.”


Direitos autorais: arquivo pessoal/reprodução G1.

A sugestão é de amigos, e parece estar funcionando, já que Juciane contou que percebeu que os motoristas têm agido de maneira mais empática com ela, dando seta e não a forçando a andar mais rápido, através de buzina ou sinais de luz.

A futura mãe, que relatou ter sentido medo depois de ver os números de acidentes no trânsito da cidade, disse sentir-se mais segura depois que adotou o cartaz como parte de sua rotina no trânsito.

Segundo apurado pelo G1, os dados do Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT) informam que, nas duas primeiras semanas de 2021, foram registradas quatro mortes em decorrência de acidentes de trânsito, sendo três de motociclistas.


O que achou da atitude de Juciane? Já tinha visto algo parecido?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!

Prefeitura de Quito proíbe eventos com maus tratos de animais. As touradas chegaram ao fim!

Artigo Anterior

Mulher troca marido por enteado e tem filho com ele: “Amo e sou amada”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.