ComportamentoO Segredo

Grife lança tênis destruído por R$ 10 mil e web questiona: “Vale tudo para ficar em evidência?”

Foto: Reprodução
capa fb Grife lanca tenis destruido por RS10 mil e web questiona Vale tudo para ficar em evidencia

O Paris Sneakers chamou a atenção do público nas redes sociais, e muitos comentaram sobre a necessidade de exclusividade da marca e de ficar sob os holofotes.

As redes sociais potencializaram a necessidade de “exclusividade” de muitos indivíduos, principalmente daqueles que têm dinheiro. Em busca da novidade, do item que ninguém ainda tem, muitas pessoas pagam valores altíssimos em objetos ou peças de vestuário que nem sempre valem o que prometem.

Na última segunda-feira, dia 9 de maio, a grife de luxo Balenciaga chamou a atenção do público nas redes sociais quando anunciou o Paris Sneaker, uma edição limitada de tênis destroyed custando até R$ 10 mil.

O que mais chocou o público foi o estado do tênis: completamente destruído, sujo e assinado na borracha, o que eleva o valor do item em questão.

Com edição limitada — apenas 100 pares disponíveis de cada modelo —, no site o cliente pode ler a descrição do produto: “Algodão e borracha completamente destruídos; rasgos em todo o tecido; logo Balenciaga grafite em contraste de cores na sola; limpe com um pano macio”.

Com a repercussão, a Balenciaga emitiu um comunicado explicando que o valor do tênis é justificável, já que é feito para ser “usado por toda a vida”. Imediatamente, a quantidade de comentários negativos sobre o lançamento pipocou nas redes sociais, e muitos tentaram entender o que tinha acontecido para que a marca, costumeira protagonista de novas tendências, produzisse esse calçado.

2 Grife lanca tenis destruido por RS10 mil e web questiona Vale tudo para ficar em evidencia

Direitos autorais: Reprodução

A quantidade de avaliações sobre o tênis surpreende, alguns usuários defenderam que a grife tem o hábito de “testar a burrice” das pessoas ricas, sempre pensando em formas de enganá-las e ganhar dinheiro. Outros se limitaram a reclamar da tendência destroyed, achando um completo absurdo uma marca tão grande, que chega a vestir celebridades como Kim Kardashian, no Met Gala, lançar esse produto.

3 Grife lanca tenis destruido por RS10 mil e web questiona Vale tudo para ficar em evidencia

Direitos autorais: Reprodução Twitter

Um segmento dos internautas apostou na estratégia da marca para ficar em evidência, e algumas pessoas falaram sobre o assunto nas redes sociais. Ao invés de “fazer um experimento” com os ricos, seria mais uma forma de explorar os próprios usuários da internet, que fariam marketing gratuito para a grife, lotando as páginas de fotos, relembrando looks icônicos e fazendo com que ela fique em evidência.

4 Grife lanca tenis destruido por RS10 mil e web questiona Vale tudo para ficar em evidencia

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @mitchomezzomo

Elementos destroyed no vestuário

As roupas chamadas destroyed (destruídas, em inglês) surgiram como forma de ressaltar a rebeldia e a agressividade dos jovens no fim dos anos 1960 e início dos anos 1970, mas a alta costura incorporou a tendência nas passarelas, como a Comme des Garçons, que mostrou em 1982 uma coleção de Rei Kawakubo que apresentou roupas “com furos”.

Ao mesmo tempo que a moda dita novas tendências, elas estão amparadas em referências da própria sociedade, com estilos e grupos que, em grande parte das vezes, podem ser marginalizados. Mesmo que isso soe bacana, recebe muitas críticas de estilistas e outros especialistas, reforçando que a exclusividade da peça não pode ser o único fator a ser considerado.

Responsável pelo produto

Quem está à frente do lançamento do Paris Sneaker é o diretor criativo da marca fundada em 1917, Demna Gvasalia. Um refugiado da Geórgia, que se denomina “esquisito e solitário”, foi quem transformou a Balenciaga numa das grifes mais aclamadas dos últimos anos, colocando-a não apenas nos maiores eventos do mundo, mas na boca da nova geração. E isso tudo por meio de um instrumento poderoso: a provocação.

5 Grife lanca tenis destruido por RS10 mil e web questiona Vale tudo para ficar em evidencia

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @demnadaily

Segundo reportagem do UOL, a Balenciaga constrói uma relação direta com a geração Z, e é justamente essa comunicação que a coloca como destaque das mídias. Não tem a ver apenas com o fato de vestir uma roupa, e sim de se identificar com o que muitos acham “absurdo” ou “exagero”, em entrar na onda e se tornar destaque junto com a marca.

Em entrevista à revista Numéro, o estilista explicou que não deseja provar nada a ninguém, nem sequer atrás de reconhecimento estava. “Se eu me senti mal por tanto tempo, é porque pensamos fora da caixa, criamos desconforto entre os espectadores”, disse ele na ocasião.

E Demna faz isso usando uma das melhores estratégias observadas nas redes sociais: ele “permite” ao próprio público lançar seu produto e a propaganda das novidades, tanto que na página do Instagram da marca, com 13,2 milhões de seguidores, não existe nenhuma publicação, sem sequer se cogita lançar conteúdo para os usuários.

6 Grife lanca tenis destruido por RS10 mil e web questiona Vale tudo para ficar em evidencia

Direitos autorais: Reprodução Instagram/ @demnadaily

Esse jeito de agir não é novo. Como observado em reportagem do UOL, a própria Bottega Veneta, casa de moda de luxo italiana, optou por excluir seu perfil nas redes sociais. Em contrapartida, muitos admiradores da marca criaram outras como forma de “homenagem”, fazendo novamente essa veiculação gratuita dos produtos da empresa.

Em reportagem para a revista Interview, no ano passado, Demna chegou a dizer que seu principal objetivo era ir muito além da moda, era questionar e criticar o luxo em meio a cenários de guerra, crise econômica e pobreza. “Sinto que meu desafio e responsabilidade como designer hoje é questionar o que é beleza. Por que seguimos as regras de 50 anos atrás? Eu não cresci em Versalhes [França], eu sou um refugiado”, disse o estilista.

0 %