O Segredo

Histórias de quem largou o emprego pra viver do que gosta:

0527

Você teria coragem de arriscar tudo para seguir os seus sonhos?



Trabalhar 8 horas por dia em um escritório, bater cartão, enfrentar o trânsito, cumprir metas, ter um chefe, ou dois, ou três. O preço do salário é alto. Muita gente vive muito bem neste estilo de vida, mas outras pessoas não conseguem se adaptar à caixa do mercado, e colocam na balança a estabilidade e a aventura, a grana fixa e a sazonalidade, a promoção de cargos e a liberdade autônoma.

O que pesa mais?

O projeto Continue Curioso é uma web série sobre pessoas que não se adaptaram ao estilo de vida convencional do mercado e largaram tudo em direção ao desconhecido. Sem garantias, sem patrão, sem RH. Gente que fez do seu hobby o seu sustento.


É arriscado? Perigoso? Vale a pena? Vamos entender o que essa galera curiosa pensa sobre a vida e o trabalho.

Jaque Barbosa e Eme Viegas 

Um som pode revelar muitas coisas. não existe melhor exemplo do que a natureza. seu barulho pode mostrar serenidade como também inquietude. é um lembrete de que não estamos no controle quando confrontados com uma força maior. somos obrigados a escutar um chamado. jaque barbosa e eme viegas estavam dispostos a ouvir.


Há dois anos e meio eles não eram os criadores e blogueiros do hypeness e casal sem vergonha. ela era tradutora, ele publicitário, cada um vivendo seu dia a dia distinto, mas igual. o descontentamento com as profissões era o mesmo. a união na tristeza se fez alegre quando tiveram a ideia para o casal sem vergonha, que inicialmente seria um livro. e logo depois, o hypeness. juntos, os sites somam mais de 5 milhões de visitas por mês e proveem a renda que precisam pra manter a troca que escolheram: os sons da cidade pelos sons da praia.

Hoje seus projetos são uma mistura de inovação, relacionamento e comportamento humano. o casal não é refém da tecnologia como se poderia imaginar. com argúcia e implacável objetividade se aproveitam muito bem dela.

Cíntia Dumiense


Depois de conhecer cíntia, a vontade que fica é de agradecer por ela ter seguido uma carreira diferente. isso acontece por alguns motivos. o primeiro deles é o tanto de experiência nova que ela tem pra contar: depois de deixar a publicidade, começou do zero, voltou a estudar, fez estágio e trabalhou na feira; o segundo motivo é a ideia que ela teve de negócio: uma loja de comida onde é fácil entrar e bem difícil de deixar; o terceiro e último poderia ser a comida feita por ela, mas seria muito óbvio. o que mais impressiona é maneira como cíntia descreve um prato. parece que fala de uma pessoa querida, que conhece muito bem, e sabe com quem essa pessoa combina ou não.

Há honestidade em falar do próprio trabalho e das próprias escolhas. cíntia nos mostra que quando existe um passo a passo pra seguir na receita criada por você, não tem porque se enganar. ou dá certo ou não dá. e se não der, tudo bem. dá pra começar de novo.

Marinaldo Pegoraro 


A ideia de amor e liberdade são ressignificadas de acordo com a cultura e com a fase que se vive. para marinaldo, uma ideia sobre esses sentimentos se encerrou em curitiba e outra nova começou em delfim moreira, no alto das montanhas de Minas Gerais. esses dois elementos tão essenciais pra felicidade estavam presentes na vida de antes, como sócio administrativo, e também estão agora como agricultor de alimentos orgânicos. o estágio de vida miserável, depressiva e infeliz para que, aí sim, houvesse uma mudança, nunca chegou. ao invés, foi colocado em prática um dos exercícios mais difíceis: a busca da essência. com 49 anos, duas filhas, um filho e mulher, isso foi forte o bastante para deslocar Marinaldo de um ponto a outro.

053

DCIM100GOPRO

053b


053c

053d

Post Via: jardimdomundo.com


16 destinos incríveis que todo mochileiro (e aventureiro!) precisa conhecer!

Artigo Anterior

7 dicas para começar o dia com bom humor e disposição:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.