ComportamentoO SegredoReflexão

Hoje sou feliz e não preciso publicar minha felicidade em redes sociais

“Hoje eu me sinto bem ao olhar-me no espelho, e não preciso tirar uma foto para que os outros vejam. Fui para a rua e dei um sorriso a quem passou por mim. Não tive necessidade de publicar isso em redes sociais para obter um “Like”. Os sorrisos me bastaram …”



Todos já nos surpreendemos ao ver o quão longe algumas pessoas chegam nesses canais, nessas novas mídias.

Expões suas vidas, pensamentos, eventos diários em redes sociais como quem puxa a cortina de sua mente e revela seus próprios medos, suas próprias falhas.

Temos que dizer em primeiro lugar que as novas tecnologias e redes sociais são ferramentas maravilhosas que enriqueceram nossas vidas. Unem as pessoas, encurtam as distâncias, e oferecem maior acessibilidade aos novos conhecimentos.


No entanto, como sempre acontece, qualquer objeto nas mãos de certas pessoas, tem um uso específico e objetivo.

O que está por trás daquelas pessoas que precisam publicar seus pensamentos a cada minuto, ou que a cada poucas horas tiram uma selfie diante de um espelho? Vamos falar sobre isso.

Eu quero a sua atenção, quero gratificação imediata

Com o advento das redes sociais, abriu-se um novo cenário de interação no qual não há necessidade de sair para conversar, compartilhar, seduzir ou trocar informações com nossos amigos.


Agora há um imediatismo assustador. Basta desenhar o seu melhor sorriso, tirar uma fotografia e imediatamente postá-la em redes sociais.

E a recompensa é imediata. Em poucos segundos aparecem dezenas, centenas de “Likes” ou favoritos. E isso é algo fabuloso para aqueles que precisam de incentivo, reconhecimento imediato e reforço positivo que, na verdade, é tão breve quanto fugaz.

Isso que faz as pessoas repetirem a dose após algumas horas, porque receber esses reforços é como um vício. E porque há sempre alguém para te propiciar o seu segundo de atenção, embora você nem mesmo conheça todas as pessoas que te deixaram um “Like”.



Compartilho carências, vazios e necessidades que não enfrento

“Eu me sinto sozinha, me traíram, estou tendo um dia ruim, este mundo não vale a pena, tal pessoa é uma egoísta, ninguém me entende …”

Você pode ter se deparado com pessoas nestes estados em muitas ocasiões em suas redes sociais. Se a pessoa é sua amiga, você não vai hesitar em pegar o telefone ou encontrá-la para saber o que está acontecendo, e oferecer ajuda.

No entanto, essas mensagens, essas palavras são explosões interiores que todos temos, sentimentos que ao invés de processarmos calmamente por nós mesmos, preferimos deixar visíveis aos olhos de todos.


Se você não conhece a pessoa que postou, talvez se pergunte como ela está, mas, na realidade, esses problemas nunca têm solução.

“Hoje sou feliz, e decidi guardar essa felicidade para você e para mim, na intimidade física de quem pode ler a alegria nos olhos, de quem compartilha tempo cara a cara em uma caminhada a tarde…”


Projeto algo que não sou para me sentir melhor


Você já encontrou um perfil falso? Já estabeleceu amizade ou relacionamento com alguém que não era realmente quem dizia ser? São muitas as pessoas que projetam virtudes que não são verdadeiras, histórias fabulosas acompanhadas de fotos enganosas.

Atrás das redes sociais estão pessoas com muitas carências, não devemos esquecer. E não há necessidade de chegar ao extremo. Às vezes, podemos ver o comportamento de alguns amigos em nossas redes sociais, falando sobre coisas que não têm, ou fornecendo uma imagem um pouco distorcida de como realmente são.

As redes sociais são, para muitas pessoas, escudos de proteção onde se movem em torno de uma zona de conforto na qual escondem medos e inseguranças, projetando o que desejam ser ou ter. Já não há necessidade de sair de casa para encontrar um relacionamento. Você já não precisa participar de certos eventos para fazer amizade com pessoas de gostos semelhantes aos seus.

O mundo está ao nosso alcance em apenas um “clique” e isso é certamente maravilhoso, mas também perigoso, dependendo da pessoa que maneja o computador ou telefone.



O equilíbrio …

O equilíbrio está em aproveitar a vida intensamente, explorando qualquer canal, mas priorizando o mundo dos sentidos: visão, tato, olfato, paladar …

Nenhum rosto seduz mais do que o que temos diante de nós, nenhum abraço é tão quente quanto o que você sabe dar, e nenhuma conversa é tão profunda quanto aquela acompanhada de uma xícara de café.


No entanto, as redes sociais são fantásticas para compartilhar coisas específicas, para se comunicar com as pessoas que estão distantes, para rir, aprender e descobrir, ao mesmo tempo respeitando a privacidade de cada um. Essa intimidade que não se vende a base de “Likes”.

“Eu não preciso compartilhar uma imagem nas redes sociais para que os outros reconheçam a minha felicidade ou tristeza. Eu posso reconhecer minhas tristezas, eu sei desfrutar de minhas alegrias sem necessidade de audiência… E eu sei onde está a cortina entre a esfera pública é e a privada.”

 

___


Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

Como aumentar a sua vibração e atrair mais amor em sua vida

Artigo Anterior

Pra ser feliz, permita-se sofrer

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.