Pessoas inspiradoras

Homem ajuda mulheres com depressão pós-parto após esposa se suicidar: “Minha terapia”

capa Homem ajuda mulheres com depressao pos parto apos esposa se suicidar Minha terapia

A morte da esposa fez com que Steven se dispusesse a ajudar outras mães que também sofrem com depressão pós-parto.

A história triste de Steven D’Achille, de Pittsburgh (EUA), inspira muitas pessoas. O homem transformou sua dor em força para ajudar mulheres com depressão pós-parto.

De acordo com a People, Steven viu sua vida dando uma reviravolta quando ouviu sua filha chorando e percebeu que Alexis, a esposa, estava sofrendo de depressão e psicose pós-parto grave.

De acordo com o Today, Steven revelou que, apesar de sua preocupação, o médico da esposa o puxou e disse que ela ficaria bem, porém, na manhã seguinte, Alexis tentou suicídio. O homem contou que, no momento em que acordou e não encontrou sua esposa na cama, sentiu que algo havia acontecido, e teve ainda mais certeza ao ouvir a bebê chorando muito no andar de baixo. Ele revelou que sentiu o coração disparar, pois sabia que algo de errado havia acontecido.

Alexis, que tinha 30 anos, havia tentado suicídio, falecendo dois dias depois numa UTI. Vivendo aquele triste e chocante episódio, Steven resolveu fazer algo a respeito do assunto, com o intuito de ajudar outras mães na mesma situação de Alexis, que se sentem incapazes de encontrar a ajuda necessária nesse momento tão difícil.

Steven contou à People que isso tem sido sua terapia, pois ele não quer que a morte de Alexis tenha sido em vão.

Como contou, o homem de 39 anos conheceu Alexis em 2008, numa festa, e que foi uma atração instantânea, logo os dois se deram bem e se tornaram inseparáveis, casando-se no ano seguinte. Anos mais tarde, engravidaram. Sobre a gestação, Steven relata ter sido bastante tranquila, inclusive sua esposa estava radiante.

Alexis deu à luz sua filha Adriana em 30 de agosto de 2013, quando as coisas começaram a mudar. O parto, que era para ser o momento mais especial da vida do casal, tornou-se algo assustador, pois o cordão umbilical de Adriana enrolou-se em seu pescoço, preocupando a família, mas felizmente a menina nasceu bem e saudável!

2 Homem ajuda mulheres com depressao pos parto apos esposa se suicidar Minha terapia

Direitos autorais: Reprodução Instagram / @stevendachille

De acordo com a People, depois do parto traumático, Alexis começou a apresentar sinais de depressão, incluindo pensamento suicida e alucinações, que logo desencadearam psicose pós-parto, que é uma doença mental rara, porém grave. Conforme Steven, sua esposa acreditava que seu primeiro ato de ser mãe estava prejudicando Adriana, e a cada dia isso piorava.

Apesar de tomar antidepressivos prescritos por seu obstetra, o homem revelou à People que os sintomas persistiam. Ela pensava demais em tudo, escutava choro de bebês-fantasma e não conseguia dormir, também não comia, o que a fez perder muito peso em pouco tempo.

Um tempo depois da morte de Alexis, Steven criou uma organização sem fins lucrativos, a  Fundação Alexis Joy D’achille, com o intuito de ajudar e aumentar a conscientização das pessoas acerca do problema. De acordo com o Today, ele começou a trabalhar com a Rede de Saúde Allegheny (Allegheny Health Network) e com a Saúde de Destaque (Highmark Health), em Pittsburgh, na Pensilvânia.

No centro, as mulheres encontram a ajuda de que Alexis tanto precisava. Os profissionais oferecem abordagens diferentes para a saúde mental perinatal e pós-parto, além de “dois níveis de atenção”, programa terapêutico ambulatorial e programa intensivo, que envolvem sessões de até três horas, em três dias da semana, as quais incluem interações das mães com os bebês.

Sobre ajudar as mães com depressão pós-parto, Steven diz se sentir feliz com esse legado e revela ao Today que sua esposa ficaria muito orgulhosa dele. O programa já tratou mais de 6 mil mil mulheres.


Se estiver passando por crises de depressão e precisar de ajuda, não hesite em discar 188. Este é o número da parceria do Centro de Valorização da Vida com o Ministério da Saúde. A ligação é gratuita.

Também é possível encontrar atendimento no endereço eletrônico: www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail e mais informações. Para contatar o SAMU, disque 192. Atendimentos também são oferecidos nas unidades de pronto atendimento (UPAs), prontos-socorros e hospitais.

0 %