Animais

Homem em situação de rua alimenta e zela pelo seu cão cadeirante: “Ele não pode se defender sozinho”

O animal tem uma deficiência física que o faz arrastar as pernas, mas isso não é problema para esse homem, que prefere cuidar do seu amigo!



Algumas conexões são tão profundas que só podemos acreditar que é um encontro de almas. Já presenciamos, muitas vezes, algumas amizades que transcendem qualquer explicação humana e racional, capaz de alterar o curso da vida dessas pessoas. Não existe mesmo como compreender isso, parece apenas que esses dois corpos já se encontraram em outras vidas, pois já vêm compartilhando amor há muito tempo.

E, às vezes, essa conexão profunda e duradoura se manifesta entre seres humanos e outros animais, sendo ainda mais complexo de compreender. Esse cenário pode parecer impossível para alguns, mas existe! Sempre circulam pela internet fotografias desse tipo de amizade, do cãozinho que salvou o bebê, a criança que salvou o animalzinho. As pessoas põem sua vida em risco para garantir o bem-estar do outro, assim como os animais, basta ter uma ligação com eles!

Essa amizade transcendente foi fotografada por Lira Quicaño Fernandez, em Rímac, no Peru.


Caminhando pelo bairro, Lira observou uma cena de derreter qualquer coração: um homem em situação de rua estava protegendo e falando amorosamente com seu cachorro.

Até aí, tudo bem, todas as pessoas têm direito de ter um animal de estimação. Mas a questão é que o homem não apenas mantinha um companheiro sob seus cuidados, ele o protegia.

O cãozinho é cadeirante! Não por culpa de um acidente, mas porque o pequeno cachorro nasceu assim, e sua deficiência física o deixava extremamente vulnerável às piores situações do dia a dia. O homem decidiu adotar o animal e lhe fornecer todo o cuidado, proteção e amor que pudesse. Lira explica em uma postagem, em seu Facebook, que ficou impressionada com a quantidade de amor que o homem tinha para oferecer ao amigo.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Lira Quicaño Fernandez.


Estar em situação de rua já é, por si só, um momento de extrema dificuldade e solidão, já que, normalmente, as pessoas costumam sofrer muitos preconceitos de quem se julga “normal”. Às vezes, por questões financeiras, emocionais e espirituais, as pessoas em situação de rua não desejam viver naquelas condições, apenas não dispõem de alternativas viáveis no momento. Sem apoio de familiares, de amigos e sem incentivos estatais, elas passam por péssimas situações durante o período que ficam nas ruas.

Por isso, quando nos deparamos com uma cena dessa, na qual, mesmo em situação de extrema dificuldade, esse homem decide acolher o cãozinho, o coração chega a derreter e a emoção toma conta de nós. A bondade aflora nas pessoas que têm a capacidade de compreender os ensinamentos do amor e da amizade, coloca-se de lado momentaneamente para pensar no outro, nas necessidades do outro.

Lira, que acompanhou um momento de muita ternura entre os dois, disse que ficou extremamente satisfeita em conversar com o rapaz, que se ocupa em limpar carros naquela mesma rua.

Segundo Lira, ele prefere que seu cachorro o acompanhe em todos os momentos, pois assim consegue atender a todas as suas necessidades, sem que o animal passe por nenhuma situação ruim ou se sinta abandonado.


As pessoas que passam por aquela rua costumam se surpreender com a quantidade de amor que o homem oferece ao seu cão cadeirante. Ele lhe oferece da própria comida e até adaptou um andador para que o amigo consiga viver um pouco melhor. Essas pequenas atitudes mostram que a amizade é uma coisa surpreendente, capaz de salvar vidas.

O venezuelano mostrou que a vida do cão é tão importante quanto a de qualquer outro ser vivo e que, mesmo precisando de muitos recursos para se manter vivo, um pouco de empenho é suficiente para garantir amor.

O que achou da atitude desse homem?

Compartilhe nas suas redes sociais para mais pessoas verem essa linda história!


Nossa Senhora Aparecida está intercedendo por sua família. Ela derramará paz e harmonia sobre sua casa!

Artigo Anterior

Morre mãe de Ronaldinho Gaúcho, vítima de covid-19: “Ela foi inspiração de força e alegria”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.