Pessoas inspiradoras

Homem indiano mantém braço direito levantado há mais de 45 anos

Capa Homem indiano mantem braco direito levantado ha mais de 45 anos 1
Comente!

A história de sua resistência em manter o braço erguido por tanto tempo chocou e inspirou o mundo!

Várias vezes histórias de superação e dedicação chamam a nossa atenção e ganham a atenção da mídia. Não é preciso parar tanto tempo para se recordar e lembrar de casos de pessoas cujas atitudes nos inspiraram e impressionaram, mas o caso de Amar Bharati é o exemplo de ser humano sem-igual quando se trata de perseverança.

Muitas pessoas não acreditam que a história de Bharati seja verdadeira, mas é tão verdadeira quanto pode ser. Esse homem, por 45 anos, dedicou-se a manter a mão levantada sem baixá-la nem uma vez. Conforme apuração do portal History of Yesterday, Amar Bharati escolheu se tornar um índio sadhu cerca de quatro décadas atrás, isso significa viver uma vida longe das necessidades materiais, bem como de quaisquer atividades profanas, em outras palavras, um monge.

O que é interessante é a transformação drástica do homem que ele era para o homem que ele se tornou com essa decisão, bem como a razão disso. Para melhor entender, precisamos primeiro olhar para sua vida antes de uma grande mudança.

Capa Homem indiano mantem braco direito levantado ha mais de 45 anos

Direitos autorais: Reprodução Twitter / @V_Shuddhi.

Na década de 1970, Bharati trabalhava em um banco indiano, levando uma vida modesta com sua esposa e três filhos. Um dia ele teve uma epifania, vinda do nada, que o fez escolher deixar sua família, trabalho e amigos para seguir sua vocação religiosa.

Bharati decidiu dedicar o resto de sua vida a Shiva, um deus do hinduísmo. No início, ele ainda sentiu a tentação de fazer coisas que não eram permitidas para um monge, por isso precisava fazer algo mais drástico para consolidar suas crenças religiosas.

É por isso que em 1973 ele escolheu levantar a mão e segurá-la pelo resto da vida, a fim de mostrar sua fé e apreço por Shiva. Amar Bharati logo se tornou popular em todo o mundo, e milhares de pessoas foram inspiradas por seu gesto. Perguntado sobre o motivo de manter a mão levantada, ele sempre respondeu que esse gesto é para mostrar seu descontentamento com as guerras e apoiar a paz mundial, além de mostrar seu respeito por Shiva.

No início, a dor era terrível, mas nunca foi maior do que sua dedicação. Ao fim dos primeiros dois anos, a mão começou a perder a sensibilidade, ficando dormente, e com isso a dor começou a diminuir, até desaparecer. Para imaginar o enorme esforço que Bharati fez incansavelmente por 45 anos, tente manter sua mão levantada por alguns minutos e você provavelmente sentirá dor depois de 2 ou 3 minutos.

Em uma rara entrevista concedida a meios de comunicação indianos em uma cerimônia, Bharati disse que não pedia muito da sociedade, apenas queria que os combates armados acabassem. Ele não compreendia o porquê de lutarmos contra os nossos iguais e de existir tanto ódio e inimizade entre as pessoas. O homem desejava apenas que o mundo pudesse viver em paz por completo.

Seu gesto motivou milhares de pessoas em todo o mundo a lutar, à sua maneira, pela paz mundial. Ainda mais interessante: suas ações inspiraram outros indianos a se tornar sadhu (monges hindus) e a manter as mãos erguidas por longos períodos, mas ninguém conseguiu bater o recorde de Bharati.

Mesmo se Amar Bharati abaixasse sua mão, seus músculos já estão severamente atrofiados e, provavelmente, causaria danos permanentes aos nervos do braço. Portanto, é melhor ficar com a mão levantada pelo resto de sua vida, não apenas por motivos de saúde, mas também espirituais.

Comente!

Os mestres na arte da conquista. Estes homens deixam qualquer uma de joelhos!

Artigo Anterior

Novo amor? Murilo Benício vive romance com Cecília Malan, jornalista da Globo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.