Pessoas inspiradoras

Homem que cresceu na favela da Rocinha doa mil cestas básicas à comunidade!

capahomem que cresceu na favela da Rocinha doa mil cestas basicas a comunidade

O sommelier encontrou uma maneira especial de retribuir à sua comunidade. Confira!



Honrar as origens é uma maneira de construir um futuro de sucesso. O sommelier brasileiro Dionísio Chaves, que cresceu na favela da Rocinha (RJ), parece saber muito bem disso.

Recentemente, o bicampeão nacional do concurso da Associação Brasileira de Sommeliers, ex-proprietário de restaurantes, palestrante e consultor de vinhos realizou uma ação muito especial de solidariedade no lugar que, por muito tempo, foi o seu lar.

Segundo a Revista Crescer, Dionísio, ao lado de Wallace Pereira, ex-presidente da Associação de Moradores da Rocinha, promoveu uma campanha para doar 1.000 cestas básicas para as famílias do local, que estão enfrentando um momento de bastante dificuldade.


Entrevistado pelo portal, o sommelier disse que foi muito feliz na favela e que conhece as dificuldades enfrentadas pelos seus moradores. Acrescentou que a Rocinha fica muito perto de lugares habitados por pessoas afortunadas e que faltam pessoas para ajudar o local.

O movimento desenvolvido por Dionísio e Wallace chama-se Rocinha Passa Fome e será mantido após a Páscoa. A doação das cestas básicas aconteceu em duas levas de 500, a primeira, no dia 1º de abril e a segunda, no dia 5.

2homem que cresceu na favela da Rocinha doa mil cestas basicas a comunidade

Direitos autorais: reprodução Instagram/@beesoflove.

Cerca de 120 mil pessoas vivem na favela atualmente, mas as doações foram concentradas nas regiões mais carentes do local: Roupa Suja, Vale Verde e Roça.


Georgia Buffara, fundadora do Instituto Bees of Love, que também participou das doações, disse que a fome se agravou na favela com a pandemia, reforçando que precisam de ajuda para mudar a vida das pessoas.

Uma das pessoas que receberam as cestas foi Andréia da Silva, que trabalha como auxiliar de serviços gerais, mas está desempregada. Morando com cinco filhos e quatro netos em uma casa de dois quartos, ela disse que a família está sobrevivendo “pela misericórdia divina”.

A doação feita pelo movimento foi a primeira cesta básica que a família recebeu no ano, e Andréia disse que fará muita diferença. Ela ainda acrescentou que o sentimento de ser ajudado é “gratificante” e espera receber ajuda todos os meses.

3homem que cresceu na favela da Rocinha doa mil cestas basicas a comunidade

Direitos autorais: reprodução Instagram/@wallacejkpereira.


Chaves, outro morador da favela entrevistado, disse que por lá há pessoas do bem e que “merecem oportunidades”.

Ações como a organizada por Dionísio estão fazendo a diferença na vida de muitas famílias, que têm passado por necessidades nesta pandemia.

Que o seu exemplo se espalhe!

Compartilhe o texto com os amigos através das redes sociais!


Cão que viveu por muitos anos preso por correntes ganha um lar, e reencontra a liberdade!

Artigo Anterior

Mãe diz que “não suporta ficar perto” da filha mais velha e que a “evita a todo custo”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.