Pessoas inspiradoras

Homem, que era faxineiro em fórum de MG, forma-se em Direito e hoje trabalha na procuradoria

CAPA Homem que era faxineiro no Forum em MG se forma em Direito e hoje trabalha na Procuradoria

O trabalho como faxineiro do fórum permitiu a Samuel Santos da Silva pagar seus estudos. Ele contou também com a ajuda de dois juízes!



Em muitos momentos das nossas vidas, pensamos em desistir. Parece que os sonhos que temos estão distantes demais, que não adianta tanto esforço, se nunca vamos alcançar aquele objetivo. Nossa vontade vai diminuindo, fraquejando, ficando tão anêmica, que acabamos deixando para lá. Pensamos que talvez seja até melhor deixar para depois, abandonamos nossos sonhos, porque temos dificuldades de lidar com os problemas que se apresentam pelo caminho.

Todos somos sonhadores, todos temos objetivos, independentemente do que sejam, o que vale, de fato, não é a conquista em si, o que é bom para um pode não satisfazer o outro. O que vale mesmo é o caminho que percorremos para chegar àquele objetivo, os aprendizados que retiramos daquele período difícil e conturbado e, principalmente, quão fortes nos tornamos depois daquela jornada.

Samuel Santos da Silva tinha tudo para desistir de seus sonhos. Nasceu em uma família que tinha muitas dificuldades, isso o fez ser adotado por outra família, que também possuía dificuldades, dessa vez financeiras. Sua mãe biológica preferiu deixá-lo com um casal de amigos a abandoná-lo nas ruas. Ela enfrentava difíceis momentos, e preferiu mudar de cidade.


2 Homem que era faxineiro no Forum em MG se forma em Direito e hoje trabalha na Procuradoria

Direitos autorais: reprodução Instagram/@samuelblessed.

A nova família o aceitou, o pai, José Inácio Gomes, era marceneiro, e a mãe, Maria da Silva Gomes, faxineira. Um seio familiar humilde mas, de acordo com a entrevista ao UOL, muito amorosa e carinhosa. Ali ele recebia os cuidados de que precisava e também foi matriculado numa escola.

Para Samuel, esse foi o momento em que tudo começou a mudar em sua vida. Ele nunca havia frequentado a escola, nem sequer tinha sentado em uma carteira escolar, além disso, não tinha amigos, recorda ele. Logo entrar na escola foi um processo que mudou inteiramente sua jornada. Mesmo tendo nítidas dificuldades de aprendizado, muitas pessoas se ofereceram para ajudá-lo, assim logo fez amigos.

Durante sua adolescência, ele decidiu que queria passar em algum concurso público, ter estabilidade financeira e quem sabe se emancipar. Essas horas que Samuel empenhava estudando lhe renderam frutos, ele foi aprovado para a graduação nos cursos de Jornalismo e Direito da UNI/BH e Direito na PUC-Minas. Ambas as universidades são particulares, e ele não possuía dinheiro suficiente para arcar com as mensalidades. Foi a bondade de uma professora de Educação Física da sua escola que lhe permitiu entrar no ensino superior.


Mas  Samuel precisava trabalhar! Enquanto estudava Direito, ele se tornou conciliador voluntário no fórum da comarca de Contagem. Essa posição, claro, não lhe rendia um salário.

Mas ali descobriu que existia uma vaga para faxineiro, então não pensou duas vezes e pegou o cargo com unhas e dentes.

Vários funcionários do fórum e juízes passaram a apoiá-lo, ele conta que foi uma espécie de apadrinhamento que fizeram por livre e espontânea vontade. Vários ajudaram-no a custear a faculdade, arcando com muitas despesas de Samuel, estenderam-lhe a mão, sem pensar. Ele conseguiu se graduar na PUC-Minas depois de passar muitas dificuldades – conquistar o diploma foi uma grande batalha para Samuel.

3 Homem que era faxineiro no Forum em MG se forma em Direito e hoje trabalha na Procuradoria

Direitos autorais: reprodução Instagram/@samuelblessed.


Mas a educação sempre foi a saída para ele. Desde a primeira vez em que se sentou numa carteira escolar, nunca mais quis deixar de aprender, por isso não parou mais de estudar, mesmo depois de concluído seu curso.

Assim Samuel conseguiu sua carteira da OAB, tornou-se especialista em Gestão Escolar, pela Universidade de São Paulo (USP), além de receber bolsas de estudo parciais para cursos on-line na Universidade La Verne, em Oxford, MIT, Harvard e Newcastle (EUA).

Ele conta que hoje atua na Procuradoria-Geral de Contagem e que aparece em vários livros jurídicos e em artigos em revistas jurídicas. Ele gosta de se ver como referência em superação, pois compreende que é motivação para outras pessoas. Samuel acredita que a educação é o maior bem que a humanidade possui, e que somos muito abençoados por podermos aprender e colaborar com a evolução também dos outros.

O que achou dessa história inspiradora?


Compartilhe com seus amigos para eles também a conhecerem!

Jovem que caminhava horas e atravessava rio para chegar à escola vence dificuldades e entra em Harvard!

Artigo Anterior

São João Bosco, traga saúde e bênçãos divinas para o meu lar!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.