Notícias

Homem recebe coração de porco em transplante inédito

capa homem recebe coracao de porco em transplante inedito

A medicina sempre nos surpreende com inovações e prova que ainda temos muito a alcançar quando se trata de salvar vidas.

Uma notícia muito interessante tem virado manchete no mundo inteiro desde a última segunda (10). Um paciente de 57 anos, que sofre de doença cardíaca com risco de vida, é a primeira pessoa a receber um transplante de coração de porco geneticamente modificado.

Trata-se do primeiro transplante desse tipo bem-sucedido em um ser humano, e já representa esperança para milhões de pacientes que estão à espera de um novo coração.

Conforme o NY Times, a operação aconteceu em Baltimore (EUA), no último dia 7, com duração de oito horas. David Bennett Sr., o paciente, sentia-se bem. Bennett sabia que teria morrido se não conseguisse um novo coração, por esse motivo, resolveu participar do tratamento experimental. Todos os outros tratamentos já haviam sido realizados, e ele estava doente demais para esperar um coração humano.

2 homem recebe coracao de porco em transplante inedito

Direitos autorais: Reprodução / University of Maryland School of Medicine

Por enquanto, ele está conectado a uma máquina de bypass, que o mantinha vivo antes da operação, e o seu prognóstico é incerto. Entretanto, não se trata de algo ruim, de acordo com os especialistas ouvidos pelo portal de notícias.

O coração do homem já está fazendo a maior parte do seu trabalho sozinho, e Bennett poderia ser retirado da máquina nesta terça, 11, disse o portal de notícias. As primeiras 48 horas depois da cirurgia foram bem tranquilas.

O paciente assumiu que se tratava de um tiro no escuro, mas afirmou que quer viver e que essa era a sua última escolha.

Dr. Bartley Griffith, diretor do programa de transplante cardíaco do centro médico, que operou Bennett, disse que falou sobre o tratamento experimental com o paciente em meados de dezembro e que um dos únicos questionamentos do homem é se ele iria opinar.

Agora, ele está bastante esperançoso com a recuperação de Bennett, embora admita que seja um procedimento com resultados inesperados.

Segundo informado pelo Dr. Jay Fishman, diretor associado do centro de transplantes do Massachusetts General Hospital, o uso de órgãos de porco permite manipulações genéticas, além de mais tempo para melhor triagem de doenças infecciosas e a possibilidade de um novo órgão no tempo que o paciente precisa.

Nos últimos anos, cientistas têm-se esforçado para desenvolver porcos cujos órgãos não sejam rejeitados pelos humanos.

3 homem recebe coracao de porco em transplante inedito

O coração recebido por Bennett veio de um porco geneticamente modificado fornecido por uma empresa de medicina regenerativa dos EUA. Esse porco tinha dez modificações genéticas, entre elas a inserção de seis genes humanos no seu genoma, para tornar o órgão mais tolerável ao sistema imunológico humano.

Bennett relatou que o seu filho ficou perplexo ao saber do transplante e que não acreditou em suas palavras. No entanto, depois de um tempo, descobriu que se tratava de informação verídica.
Procedimentos como esse são a esperança para a medicina no futuro, o que pode mudar a vida de milhões de pessoas que aguardam um novo órgão.

Dr. David Klassen, diretor médico da United Network for Organ Sharing, manifestou-se sobre o procedimento, dizendo que se trata de um “divisor de águas”, e se mostrou otimista de que no futuro a falência de órgãos será tratada de nova maneira.

No entanto, reforçou que uma terapia como essa precisa de muitos anos para ser amadurecida e aplicada pelo fato de que a falência de órgãos pode ocorrer mesmo com órgãos compatíveis.

0 %