Pessoas inspiradoras

Homem usa redes sociais para tirar menino humilde das ruas. Deram abrigo para ele e sua família!

Com a mãe doente, o menino vagava do lado de fora do hospital onde ela estava internada, pedindo qualquer tipo de contribuição.



A segunda onda do novo coronavírus foi capaz de fragilizar ainda mais a população da Índia. Com alta vulnerabilidade social, o país enfrenta um dos piores períodos da doença, expondo suas falhas no sistema de saúde e na condução do enfrentamento ao vírus.

Com a alta taxa de novos casos que, segundo a Universidade Johns Hopkins, ultrapassaram 127 mil nas últimas 24 horas, a Índia precisa conduzir o esgotamento dos leitos de UTI e a vulnerabilidade social, enquanto tenta frear os índices.

Robin Zaccheus, um ativista indiano, encontrou uma criança pedindo ajuda em frente ao Hospital Gandhi, expondo o impacto do vírus nas famílias de classes mais baixas.


Em uma publicação no Twitter, o homem explicou que o menino estava pedindo qualquer tipo de contribuição, dizendo que estava ali porque sua mãe estava internada na instituição.

Pensando em formas de ajudar o garoto, Robin pediu apoio aos seus seguidores da rede social e chegou a marcar o ministro da Administração Municipal e Desenvolvimento Urbano de Telengana, KT Rama Rao, em um dos posts. Em pouco tempo, o pedido surtiu efeito, mostrando que a solidariedade pode ser feita em qualquer plataforma.

Em alguns momentos, deixamos de ajudar as pessoas porque acreditamos que não temos como mudar a realidade de ninguém, e seguimos sem olhar para o lado e sem oferecer apoio a quem mais precisa.

Mas mesmo quem não possui dinheiro para alterar a realidade de indivíduos vulneráveis, pode usar outras ferramentas que, muitas vezes, ampliam o alcance do pedido.


Direitos autorais: reprodução Twitter/@RobinZacheus.

Esse é o caso das redes sociais, que mostram nossa capacidade de nos conectar com pessoas do mundo todo em poucos cliques.

Em que outra época saberíamos, por exemplo, do impacto que uma simples publicação fez na vida de um garotinho e de sua família em Telengana, na Índia? A internet é capaz de potencializar a urgência em alguns casos e maximizar o alcance da ajuda.

O ativista sabia que o pequeno menino precisava de ajuda o quanto antes, já que pedir dinheiro ou comida na frente de um hospital, em meio à pandemia, expõe a saúde e a integridade da criança. Por isso, decidiu usar seu perfil pessoal para fazer um apelo ao ministro, que rapidamente resolveu a situação.


A equipe do ministro entrou em contato com Robin e explicou que já estavam a caminho do local indicado, dispostos a oferecer um lugar seguro e protegido para ele e sua família. A sensação de que conseguiu ajudar uma criança é algo incapaz de ser traduzido e mostra que o comprometimento é capaz de mudar vidas.

Direitos autorais: reprodução Twitter/@RobinZacheus.

Sabemos que aquela família precisava de muito mais do que um hotel para dormir, mas, em algumas ocasiões, ajudas rápidas têm o impacto e cumprem a necessidade momentânea. Ao mesmo tempo em que o garotinho precisava de boas condições de vida, ele também precisava de uma solução rápida, capaz de dar um fim ao sofrimento daquele momento.

Esperamos que a mãe do menino receba alta o quanto antes e que a realidade dela e sua família mude para melhor!


Comente abaixo o que achou deste conteúdo e compartilhe-o em suas redes sociais!

Abandonado pelos filhos, idoso vende obras de arte na rua para sobreviver à pandemia

Artigo Anterior

Ex-pedreiro consegue conciliar estudos e se torna engenheiro da construtora em que trabalhou a vida toda

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.