FelicidadeMensagem de Reflexão

As horas iluminadas

[…] Seja como um relógio de sol, que marca apenas as horas brilhantes. Tristezas, perdas, fracassos – tudo isso são “bagaços” dos acontecimentos desta vida. Não fique segurando tais “bagaços” na sua mente o tempo todo; jogue-os fora! 



Você deve expulsá-los como se expulsa um ladrão. Precisamos nos conscientizar de que a mente é preciosa demais para ficar obstruída por “bagaços” como tristezas, desânimo e todos os demais pensamentos negativos.

Quando você ficar com a mente presa a pensamentos desagradáveis, ou se sentir dominado pelo ódio, ira, ciúme ou desejo de vingança, pense que “sua mente está sendo assaltada por ladrões que pretendem roubar o tesouro chamado felicidade”. Se um ladrão entrar na sua casa para roubar, mesmo que seja apenas um par de sapatos, você o expulsaria, não é? Então, por que deixa permanecer tanto tempo dentro de sua mente os ladrões que entraram para roubar o maior de todos os tesouros – a Felicidade?

Vamos jogar fora os “bagaços” que ficaram acumulados em nossa mente. Vamos atirar bem longe a tristeza, como se atira a pedrinha que entrou no sapato. Vamos abandonar o ódio, vamos nos livrar da melancolia e do tédio e viver alegremente apenas os momentos resplandecentes do sol. […]


Masaharu Taniguchi

Eis o processo pelo qual o universo se expande…

Artigo Anterior

Eliminando o “impossível” do vocabulário

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.