Amor

Idoso adapta bicicleta para sair com a esposa todos os dias. Demonstra amor nos detalhes!

Foto: Arquivo pessoal.
Idoso adapta bicicleta para levar a esposa para passear

Ao se deparar com o casal na rua, Augusto decidiu se aproximar e conversar para saber um pouco da história e de como tinham chegado até ali.

Quantos casais você conhece que ficaram juntos por décadas, e nunca cogitaram se separar? Para aqueles que acreditam no casamento e têm o sonho de um dia encontrar a alma gêmea, se deparar com histórias de amor que perduram ao longo dos anos é um sopro de brisa fresca, principalmente quando compreendemos que a convivência pode ser uma das principais causas do divórcio.

As dificuldades também, e muitos casais assistem o ruir do relacionamento quando enfrentam problemas, sejam eles financeiros, de saúde ou até mesmo profissionais. A falta de compreensão, a ausência de amor e até mesmo a dificuldade em seguir na mesma direção que a pessoa amada podem distanciar as pessoas. Mas alguns acabam enxergando nesses momentos, uma chance para demonstrar ainda mais carinho pelo outro.

Esse é o caso de Maurício e Ana, um casal de idosos que foi fotografado por Augusto Costa Teixeira, que ficou curioso para saber um pouco mais sobre os dois. Essa vontade de conhecer a história dos pombinhos aconteceu quando ele estava andando na rua, e acabou vendo um senhor pedalando uma bicicleta adaptada, com uma senhora sentada na parte de trás.

O meio de transporte foi modificado para que pudesse carregar dona Ana, que já não tem mais mobilidade e força nas pernas, como explicou a Augusto. Como se estivesse atravessando a cidade em uma carruagem, ela tem à sua frente o marido, que não se incomoda em carregá-la pela cidade inteira, todos os dias, nem que seja apenas em um passeio.

O caso foi presenciado por Augusto, que mora em Itararé, e ele escreveu em uma publicação que uma cena acabou chamando sua atenção em um domingo, e que não aguentou a curiosidade, precisando ir conversar um pouco com as pessoas que viu. Ana estava sentada na parte de trás, junto com um travesseiro, uma colcha e sua inseparável bengala, e contou que já não tem mais força nas pernas, por isso não estaria dando aquele passeio.

Augusto disse que, para ele, esse comportamento de Maurício era a verdadeira tradução do que significa amor, dedicação e compromisso. O casal autorizou que ele compartilhasse a história, que acabou ganhando destaque quando caiu nas redes sociais, já que o público se sentiu tocado, tanto com a imagem, quando com a histórias dos idosos.

Muitos encararam a atitude do senhor como um ótimo exemplo de como devemos demonstrar nosso amor através dos anos, reforçando que eles sabem muito bem como encarar a chegada da velhice em companhia. O sorriso deles também mostra que a felicidade pode ser encontrada em detalhes, em manifestações de carinho e apoio que tornam a vida do outro mais simples.

Esses pequenos gestos são bem vistos pela comunidade, principalmente quando se trata de uma história que atravessa gerações. Pode ser difícil encontrar o “amor da vida”, esperando passar a vida inteira juntos, e para os que têm esse sonho, passar apenas meses ou poucos anos ao lado de quem você acreditou que era para sempre pode fazer com que esse desejo seja soterrado pela rotina e pela frustração.

É impossível saber o que Maurício e Ana passaram ao longo da vida, mas sabemos que eles se escolheram apesar de tudo. Todos enfrentam dificuldades, mas a forma como cada um lida com esses problemas e tristezas pode acabar sendo a resposta para que os relacionamentos amorosos sejam mais duradouros. Fazer uma autoanálise e cuidar um pouco de si mesmo pode ser um bom começo.