Pessoas inspiradoras

Idoso aposentado e humilde recebe R$250 mil por engano, mas prefere a honestidade e devolve o dinheiro!

Serafín recebeu um depósito altíssimo em sua conta numa sexta-feira, mas preferiu devolver o valor à empresa no dia útil seguinte.



Algumas pessoas são dotadas de extrema bondade e honestidade. Duas qualidades distintas e dignas, que todos os indivíduos gostariam de possuir, mas poucos, de fato, possuem. Existem alguns momentos capazes de pôr à prova a integridade de alguém, desespero, angústia e ambição são capazes de testar qualquer um que se diga bondoso e honesto.

Pessoas em situação de vulnerabilidade sabem muito bem o que é ser colocado em xeque diariamente, tendo de provar o tempo todo a sua índole, mesmo sem ter o mínimo de condição. Para alguns, os direitos humanos básicos são negados, não existe a certeza de quando haverá uma próxima refeição, não existe dinheiro para comprar roupas de que seu filho precisa.

Serafín “Paco” Peralta é um idoso aposentado que ainda precisa trabalhar em uma serraria da Argentina para complementar sua renda. De origem humilde e com seis filhos, o homem recebeu recentemente em sua conta bancária o valor de R$ 250 mil, uma quantia que poderia mudar a vida de toda a sua família.


A transferência foi feita por uma empresa, que confundiu o número da conta. Serafín voltava para casa, numa sexta-feira, quando decidiu passar no banco para checar seu saldo, e foi quando teve uma surpresa com enorme quantia havia sido depositada em sua conta.

Direitos autorais: reprodução/arquivo pessoal.

A empresa, segundo o jornal El Tribuno, passou um fim de semana de terror, sem ter a certeza se receberia o dinheiro de volta ou não. A família de “Paco” passou momentos de incerteza, imaginando o que poderia acontecer, caso ficasse com o dinheiro. Mas para o senhor nunca existiu outra opção que não fosse devolver a quantia integralmente.

Na segunda-feira pela manhã, dia útil subsequente, Paco foi ao banco assim que a instituição abriu, pronto para devolver todo aquele valor. Seu sobrinho, Hugo “Mecha” Coronel, brinca que o tio ficou rico durante um fim de semana, mas todos que o conhecem sabem quão honesto e batalhador ele é.


Mesmo aposentado, Paco sai todos os dias de Cerrillos, cidade onde vive, e vai para Salta, às 5 horas da manhã, para trabalhar em uma fábrica de paletes. Muitos amigos e conhecidos diziam que ele poderia assistir ao jogo do Boca Juniors na Arena La Bombonera, realizando um de seus grandes sonhos, mas ele jamais cedeu.

Todas as pessoas que souberam da história, incluindo os bancários e a empresa que transferiu o valor incorretamente, surpreenderam-se com o gesto de Serafín.

Mas para ele a devolução é uma atitude normal, algo que seus pais lhe ensinaram ainda na infância, e que, embora a ausência de dinheiro acabe atraindo esses pensamentos, a integridade tem mais a ver com a personalidade e educação do que com a condição financeira do indivíduo.

Paco conta que só fez o que tinha que fazer, e que isso não é nada demais.


O que acha deste conteúdo?

Comente abaixo e compartilhe-o nas suas redes sociais!

Mulher cega é apontada como “incapaz” ao anunciar gravidez: “Pensavam que minha mãe cuidaria”

Artigo Anterior

Casal adota bebê esquilo abandonado pela mãe e ele começa a se comportar como humano!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.