Notícias

iFood vai fazer entregas com drones. Saiu autorização da Anac

Capa iFood vai fazer entregas com drones. Saiu autorizacao da ANAC

Agora, além dos tradicionais entregadores de moto, bicicleta ou carro, a plataforma de delivery também terá entregas pelos ares.

A empresa de entrega de comida e outros itens, iFood, uma das mais populares do seu nicho, deu mais um passo para aprimorar as entregas: o uso de drones. Dia 21 de janeiro de 2022, uma sexta-feira, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) concedeu a primeira autorização para entregas comerciais com o modal no país. A modalidade é fruto de uma parceria da empresa com a Speedbird Aero, responsável pelas máquinas que serão usadas nas entregas.

O modelo, que foi autorizado a levantar voo nos céus do Brasil foi o DLV -1 NEO, fabricado pela Speedbird. De acordo com as informações do site Tecnoblog, a máquina é o primeiro multirrotor a receber o “sinal verde” da agência para ser usado comercialmente em rotas além da linha de visada do piloto. O uso do drone já está sendo estudado para ter aplicação em nível nacional.

A Anac permitiu o uso do equipamento para entregar cargas de até 2,5 kg, em um raio de até 3 km, incluindo espaços urbanos. Ainda assim, há alguns requisitos para garantir a segurança da operação, como não sobrevoar pessoas, manter distância de possíveis fontes de interferência eletromagnética e observar alturas máximas e mínimas. As condições meteorológicas também devem ser levadas em conta.

A agência se pronunciou dizendo que é esperado que o desenvolvimento de novas ferramentas e soluções tecnológicas permita operações cada vez mais avançadas no futuro, possivelmente sem a limitação de peso e com maior alcance de entrega, tudo mantendo a segurança operacional e a manutenção dos equipamentos em dia.

2 iFood vai fazer entregas com drones. Saiu autorizacao da ANAC

Direitos autorais: Reprodução.

O que muda nas entregas agora com os drones

De acordo com o Tecnoblog, o posicionamento do chefe de logística e inovação do iFood, Fernando Martins, os drones são uma promessa de mais agilidade nas entregas. No entanto, ele esclarece que o plano é que as máquinas ajudem no volume de trabalho dos entregadores, mas não os substituam. O uso de drones será aplicado em trajetos específicos.

A entrega pelos ares funcionará da seguinte forma: os drones levarão o produto do estabelecimento até uma área específica para o pouso de drones, nesse local haverá um parceiro entregador do iFood, que completará a entrega indo com a mercadoria até a porta do cliente, usando sua moto, bicicleta ou carro.

O uso desses equipamentos para entrega no iFood foi implementado em 2020; dois anos até a sua aprovação pela Anac.

Em agosto de 2020, veio o primeiro avanço: a Anac emitiu o Certificado de Autorização de Voo Experimental (Cave) para a companhia testar a tecnologia. A empresa anunciou o início do experimento em Campinas, estado de São Paulo, pouco depois, utilizando o mesmo esquema de levar os pedidos até uma área específica, com o processo sendo concluído por um entregador.

Outros testes foram realizados próximo à aprovação da Anac, em outras partes do Brasil. Em dezembro, o iFood levou a operação para Aracaju, no estado de Sergipe, no Nordeste, e testou o trajeto entre duas cidades. Na ocasião, o drone atravessou o rio Sergipe, percorrendo 2,8 km até Barra dos Coqueiros, cidade vizinha à capital sergipana. Os representantes da empresa informaram que a viagem levou 5m20s. O trajeto terrestre era de 25 a 55 minutos, em contrapartida.

3 iFood vai fazer entregas com drones. Saiu autorizacao da ANAC

Direitos autorais: Reprodução.

De posse da autorização final, a empresa declarou que planeja expandir o uso de drones para cidades de todo o Brasil.

Uma das empresas mais proeminentes no setor de entrega de alimentos e afins, o iFood se prepara para inovar em suas formas de entrega cada vez mais. Imagine receber encomendas de drone? Parece algo do futuro, que logo mais poderá fazer parte do nosso cotidiano.