Ignorar: uma arte a ser aprendida



Ignorar. Uma das palavras mais difíceis e poderosas da vida. Um verbo que requer muito caráter para conjugá-lo em primeira pessoa. Ignorar é uma arte!

Ignorar é a chave mais importante que tranca e destranca as portas que abrem várias passagens. Ninguém consegue ir para a frente, sem ignorar muita coisa. Ninguém jamais será feliz, se não aprender a ignorar.

A gente deve começar ignorando as pessoas que nos fazem mal, as dores que nos maltratam, os sentimentos que nos retardam, o passado e o remorso que nos sufoca. Ignore esse barulho e esse silêncio que o massacra. Ignore essas declarações vazias. Ignore o beijo sem graça, essa vontade que passa, esse medo de estar só. A gente precisa ignorar nossos medos, desconhecer os receios e se afastar dessa inseparável e mesquinha covardia.

Ignore e separe-se de tudo que embaraça, de tudo que complique, de tudo que só faz nó.

Ignore esse costume de sempre duvidar que você pode. Ignore a preguiça, a falta de tempo, o lamento, o cansaço. Ignore tudo que o esteja colocando para baixo. A gente precisa ignorar essa mentalidade fraca de que não dá conta, de que não é pra gente, esse temor que nos impede de tentar.

Não dê atenção às fofocas e aos fofoqueiros, às discórdias e aos briguentos, às mentiras e aos mentirosos. Nunca esteja junto aos de pouca fé, chorões e pessimistas.

Não dê ouvidos àquelas pessoas falsas, pessoas chatas e aqueles que só o procuram querendo derrubá-lo. Ignore caminhos tortos, olhares tortos, palavras tortas, sorrisos tortos. Ignore a inveja, a cobiça, a ignorância e a estupidez. Ignore a falta de amor, a pouca reciprocidade, a falta de verdade e as desleais amizades. Ignore essa pessoa que você não reconhece quando se vê no espelho. Ignore esse choro no banheiro. Ignore essa baixa autoestima que o destrói e essa falta de perdoar que o corrói. Ignore essa pouca esperança. Ignore a balança, a cobrança, seja mais desinibo(a), mais atrevido(a), entregue-se para as coisas boas da vida.

Ignore tudo o que pesa no coração. Ignore essa cobrança de padrão. Passe longe dessa falta de paixão. Ignore tudo o que de ruim o faz ficar sem chão, tudo o que o aperta a alma.

Ignore essa falta de paz, essa falta de paciência, essa falta de calma. Ignore a covardia em nunca saber dizer não. Ignore a timidez, a vergonha e a falta de voz. Ignore esse sempre pensar em “nós”.



Pense mais em você. Ignore essa falta de querer. Ignore essa falta de atitude. Ignorar faz com que quase tudo mude. Quando você aprende intensamente a ignorar, você redireciona o seu pensamento, os seus sentimentos, o seu olhar. Você aprende a, verdadeiramente, se amar. Você começa a conquistar a vida que foi feita para se viver.

Ignorar faz bem. Se o que procura é a felicidade, aprenda a deixar passar, comece a ignorar e veja um grande milagre acontecer. 


Direitos autorais da imagem de capa: wallpapermaiden / wallpaper/3365






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.