ColunistasEspiritualidadeFamília

A importância da espiritualidade em nossas casas:

CASAESP01

A família que reza unida, permanece unida. É isso que dizem os espiritualistas, independente da religião. Você também pode trocar a palavra rezar por meditar, orar, refletir ou qualquer outro verbo que combine mais com a sua crença. O importante é trazer a espiritualidade para o lar, para a educação de nossos filhos e para o convívio de toda a família.

Uma família espiritualizada lida melhor com os desafios, se ajuda e se apoia quando precisa e consegue expressar melhor os seus sentimentos. A empatia está presente nessa casa e isso facilita, e muito, a convivência.

A religião ou a reflexão nos ensina muito sobre a vida, sobre a moral e como devemos agir com os outros, por isso ela tem que ser passada para as crianças também, como forma de educação, mas não estamos falando aqui de modos e sim, de valores.

CASAESPIRITUALIDADE05

Quantas vezes nos pegamos preocupados com o mundo lá fora, com as companhias de nossos filhos, com o que vemos na televisão e como tudo isso afeta a nossa vida? Se temos um núcleo familiar centrado na fé e no otimismo, nos blindamos de todo mal e nossa casa passa a ser um verdadeiro santuário.

Como trazer espiritualidade para o lar?

Não é preciso fazer nada muito dramático para iniciar a sua família na espiritualidade. Pequenas ações diárias já os levam para mais perto desse estado:

  • Mostre agradecimento- Seja na hora do jantar, quando encontrar uma borboleta no caminho, quando uma flor nova nascer em seu vaso ou quando seu filho fizer algo que agrade. Demonstre sua alegria e contentamento com as coisas mais simples e conte para todos sobre a importância de sermos gratos pela vida que temos. Pergunte todos os dias, a que cada um é grato e ouça com atenção.
  • Aprendam a conversar- Evite gritar dentro de casa e tente conversar com calma. Se se sentir muito fora de si, dê um tempo e volte a falar com a pessoa mais tarde. É importante que sua casa seja um refúgio para todos. Nessas horas vale qualquer técnica para melhorar o diálogo. Uma delas é criar um objeto que, apenas a pessoa que o segura tem o direito de falar. Dessa forma a conversa fica mais organizada e civilizada.
  • Reze com as crianças- Não precisa ser as rezas conhecidas, como Ave Maria, ou Pai Nosso, por exemplo. Vale uma conversa sobre como foi o dia, uma oração de agradecimento e um pedido de benção. Pergunte à criança quem ela gostaria que Deus protegesse. Você vai ouvir respostas lindas e até divertidas, mas é isso que importa. Colocá-la como ser atuante nas orações diárias.
  • Faça leituras sobre o tema- Pegue um livro relacionado à sua religião. Pode ser a Bíblia, a Torá, até Minutos de Sabedoria. Escolha um dia da semana, leia um trecho e converse com seus familiares sobre o assunto. O que vocês entenderam do texto? O que aprenderam? Como podem levar esse ensinamento para o dia a dia? Ficou alguma dúvida?
  • Diálogo- Converse com seus filhos, dê espaço para que eles tragam dúvidas, histórias de amigos e aproveite cada momento para passar seu conhecimento, sem que pareça um discurso de ditador.

CASAESPIRITUALIDADE09

No começo, algumas dessas atividades podem parecer estranhas ou desconfortáveis, afinal, rezar junto, por exemplo, requer uma proximidade que vocês podem não estar acostumados. Mas não desistam no primeiro sinal de timidez. Com o tempo você vai sentir que sua casa vira um lar. A paz e a harmonia reinarão e os relacionamentos ficarão mais agradáveis, saudáveis e leves.

A espiritualidade mexe com a gente. Ela começa a agir por dentro e em pouco tempo sentimos a transformação vir para o lado exterior, em nossas atitudes e conversas. Vale a pena!