publicidade

A influência das cores nos ambientes…

Olá meus queridos, como estão? Hoje vou falar de uma parte da paleta do universo de cores.



Na arquitetura a cor não é apenas algo decorativo e sim um elemento arquitetônico, que determina a maneira como nos relacionamos com os ambientes. 

O ambiente em si e os elementos que o compõem, formam um conjunto inseparável, que interfere diretamente nas pessoas que nele estão inseridas.

Cada cor carrega consigo uma vibração sutil, que se bem empregada pode transformar o seu mal-estar em paz de espírito. Segundo a técnica chinesa Feng Shui o emprego das cores, seja em paredes, lençóis e/ou objetos, tem um resultado fabuloso quando aplicada com cuidado.

Os tons fortes requerem cuidados, pois podem provocar estímulos exagerados na mente. Essa estimulação excessiva de tonalidades, exagero de informação visuais e brilhos intensos incomodam nossa visão proporcionando irritabilidade e falta de concentração. Não é que elas não possam ser empregadas, podem sim, mas com consciência, ou seja, não ocupando a maior parte do espaço e sendo aplicada em itens decorativos. Já os tons claros são considerados neutros.


Cada TOM remete a uma sensação e HOJE veremos:

AMARELO: A cor da luz, do intelecto. Indicada para ambientes escuros, de estudos e trabalho. Cor quente, expansiva, que ativa a mente e faz abrir para novas ideias. Auxilia na aprendizagem, pois afeta o plexo solar (núcleo do sistema nervoso central que é um dos principais centros provedores  de  informação  do cérebro). Porém essa cor alimenta o ego, mas em demasia pode tornar a pessoa “egocêntrica”. A dica que deixo a vocês é, use de forma pontual, sendo em adereços decorativos ou um móvel de destaque, por exemplo.


AZUL: Muito associada com a energia do elemento água. Calmante, relaxante e tranquilizante. Quando empregado de maneira adequado ele é um apoiador do trabalho interior assim como na meditação, pois ele diminui a frequência cardíaca. Ao cairmos no excesso de aplicação da cor, pode ocorrer a sensação de tristeza e angústias dependendo da pessoa. O azul escuro é profundo, cor que remete a integridade e honestidade. As pessoas que se entregam à mentira costumam desenvolver um sentimento de culpa em ambientes assim.


LARANJA: A cor que remete a energia do elemento fogo, representando a prosperidade. Reflete calor, excitação e entusiasmo. Considero essa cor, ativa, alegre e social. São perfeitas para empregar nos ambientes sociais, quiosque, sala de jantar e sala de estar. Evite empregar essa cor em quartos e áreas de repouso. Fazer o uso da mesma através de elementos decorativos, estimula a criatividade.



VERDE: O equilibrador de emoções. Símbolo de vidas, energias e crescimento. Age na redução do estresse e da tensão. É uma cor que está associada à autoestima e ajuda a fluir com os acontecimentos.  Sendo essa a cor que menos fadiga os olhos. O verde claro é ótimo para crianças, que geralmente o adoram. Ele afeta a área do coração e ajuda as pessoas a serem mais afetuosas. O mais indicado são para os banheiros, pois eleva a energia do local.


VERMELHO: Estimulador dos instintos, selvagem, agressivo e sensual. Usando essa cor de forma adequada, remete a sensação de poder e coragem. Aplicando em pequenos detalhes tende sempre a ser muito positivo, principalmente no quarto do casal, ativa a libido.

Espero, de coração, que todos tenham gostado dessa matéria. Na próxima semana falaremos mais sobre O MUNDO DAS CORES.

______

Direitos autorais da imagem de capa: iriana88w / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.