4min. de leitura

INSPIRE-SE COM SEUS ERROS!

#NarrativasQueInspiram


Todo mundo diz que errar é humano, mas também que se continuar a persistir no erro é coisa de gente idiota.

No entanto, tem muita gente que faz dos erros uma forma de aprendizado, para se tornar um ser humano melhor e, principalmente, para nunca mais repetir o mesmo erro. Afinal ninguém gosta de errar.

Só que os mais espertos também buscam aprender com o erro dos outros, que talvez seja a melhor forma de evitar problemas futuros. Afinal se alguém fez algo que não deu certo, porque repetir? O melhor é buscar uma alternativa diferente ou mesmo não repetir o ato.


Se inspirar com o erro dos outros inclui certas narrativas, porque pode ter certeza que o roteiro ficcional foi inspirado em alguém ou em alguma situação semelhante.

Talvez um dos filmes mais inspiradores na questão de podemos fazer melhor ou talvez só não repetir erros estúpidos que outros cometeram, é ‘Se beber, não case!’. A produção, que talvez não tivesse feito tanto sucesso por aqui com a tradução do título original, “ressaca”, levou muita gente aos cinemas do Brasil para descobrir, afinal, o motivo de quando se bebe, não se deve casar. O motivo, na verdade, é um enigma, porque o que mais os personagens do filme fazem são coisas que nunca teriam feito sóbrios.


Então vale 3 dicas que foram retiradas de um dos filmes da franquia, pois o filme teve duas sequências:

  • Se beber, óbvio, não se deve dirigir. Afinal é lei. Porém assim como muita gente real, os personagens ficcionais não seguiram a lei, que pode variar as punições, mas a proibição é igual em boa parte do mundo. No entanto, se for dirigir, tenha certeza que é o próprio carro.
  • Se beber, fique longe de crianças e animais. Além do péssimo exemplo que estará dando as crianças, pode arrumar uma e muitos problemas. Assim como em relação a um bichinho.E fique bem longe das lojas de tatuagens, pior que uma tattoo estranha e/ou em algum lugar impróprio do corpo, é uma tribal no rosto.
  • Uma dica sem preço, especialmente dada a recente virada de ano, sem dúvida, é se beber fique longe dos telefones, pior que uma ressaca é acordar no dia seguinte e saber que ligou para alguém que não devia e falou algo que nunca falaria sóbrio. Caso o telefone tenha acesso a alguma rede social, então é melhor deixar em casa. A última coisa que alguém quer ver após tomar todas, são comentários impróprios ou mesmo fotos e vídeos do vexame.

Dicas na trilogia ‘Se beber, não case!’ é o que não faltam, mas talvez a melhor ainda seja, beber com moderação e, de preferência, só para celebrar a vida e brindar as alegrias alcançadas, não para afogar as mágoas, pois isso nunca acaba bem.
Como é o primeiro texto de #NarrativasQueInspiram do ano, um Feliz 2017!

Anny Lucard





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.