ColunistasComportamento

Inteligência artificial: você está preparado para os próximos 5 anos?

Como se preparar para algo tão comprometedor,  altamente impactante e até desconhecido no seu dia a dia? 



Um estudo do McKinsey indica que cerca de 50% das atividades que uma pessoa é paga para fazer hoje deverão ser substituídas por automação até 2030.

Hoje a internet proporciona uma infinidade de ferramentas para antever, compreender e começar seu processo de inovação. Neste cenário que se avizinha a passos largos, seu dom e talento tem lugar como nunca. Termos como outbound, inbound, conteúdo, experiência de consumo serão conhecidos por todos e novos cargos relacionados a isso. Profissionais que compartilharão seus talentos em mais de uma empresa , sem a estrutura de CLT , traz novamente a Lei da Adaptabilidade: quem não se adaptar estará fora deste mercado.

Há uma geração que está muito propensa a ficar cada vez menos tempo em trabalhos que não tragam felicidade, que tenham uma razão de ser, e-mail é praticamente inexistente pois necessitam de respostas rápidas, conversam com pessoas que estão há 3 metros de distância por whatsapp ou outras ferramentas tecnológicas, como Snapchat, twitter e Messenger, seguem pessoas por liderança e nunca mais por autoridade,  estão reunidos por nichos e inúmeras diversidades,  e os pais não são mais inspiração de trabalho ou profissão, pois acham que trabalhamos demais e somos infelizes e estressados.


Essa geração 2000 terá uma dificuldade de se independizar imensa, pois quem só quer fazer o que faz feliz, não atura nenhum tipo de contrariedade ou pressão, nem imaginam o que possa ser resiliência, quando terá sustentabilidade para sua forma de viver tão diferenciada? Ficarão na casa de seus pais até mais de 30 anos, talvez  até os 40 anos, sendo sustentado por eles, e de acordo com as experiências que tiveram em sua infância e adolescência neste convívio familiar.

Estes jovens serão os empreendedores que vão gerar a governança do nosso País.

Então quem tem filhos, urge atitudes diferentes, para que depois não nos frustremos como pais, ao nos deparar com um cenário horroroso que ajudamos a construir. Nossa filha de 11 anos teve acesso, no Dia das Crianças, à todas as despesas e investimentos,  todo o orçamento que contempla as receitas e despesas, bem como qual é o investimento mensal que fazemos nela, pois a amamos, mas também qual a participação dela nessa engrenagem.  Perguntamos:


  • Quais as idéias que tem para reduzir os custos e aumentar as receitas para lograr êxito nos desejos que tem.
  • Quais suas novas atitudes para o pleno entendimento e construção Mapa dos Sonhos da Família.
  • Quais são as atitudes que no seu entendimento devem ser modificadas ( inclusive as nossas) .
  • Em quanto tempo pretende cumprir a leitura do livro mensal que entrego a ela e que nada tem a ver com a leitura obrigatória da escola, onde tem que pintar o que mais chamou atenção e conversar comigo sobre o que pintou.

  • Se entendeu perfeitamente que não desejamos que estude para as provas, jamais. Que estude para saber, todos os dias ao revisar o que aprendeu, e nunca se matar de decorar um dia antes da prova e no final de uma semana, ter esquecido tudo.
  • O que pensa sobre artigos, jornais, comentários que trazem essa questão da Inteligência Artificial e o que pretende fazer a respeito disso, para que possamos apoiá-la.

São conversas honestas e muito desafiadoras que normalmente a maioria dos pais não quer enfrentar, mas depois não poderão reclamar, por sua omissão.


_____________

Direitos autorais da imagem de capa: niserin / 123RF Imagens

“nem sempre, falar que está com alguém é, de fato, estar!”

Artigo Anterior

Crenças limitantes: como desconstruir as histórias que se repetem em sua vida

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.