Família

Irmão mais velho consola caçula durante birra e gesto viraliza. “Empatia”, disse a mãe

5 capa Irmao mais velho consola cacula durante birra e gesto viraliza Empatia disse a mae

A relação entre André, de 5 anos, e sua irmã Aurora, de apenas 3, mostra que o vínculo e o respeito entre os indivíduos começam ainda na primeira infância.



Os pais que têm mais de um filho sabem muito bem que em muitos momentos a situação pode sair do controle totalmente, principalmente se forem ainda crianças. Como estão em fase de construir suas personalidades, encontram dificuldades para expressar seus sentimentos, fazendo o que muitos costumam dar o nome de “birra”.

De acordo com a neuropediatra Deborah Kerches, as “birras” fazem parte do desenvolvimento da criança, são a forma de “dizer algo” que não conseguem verbalizar.

Esse problema na hora de falar o que estão sentindo pode acontecer porque não conseguem compreender muito bem os sentimentos em questão, mas não é apenas uma questão de vocabulário, o cérebro simplesmente ainda não está maduro o suficiente para isso.


A médica explica que até os 4 anos, é comum as crianças reagirem às situações estressantes de maneira mais impulsiva, mas que, conforme ele amadurece, a região anterior ao córtex pré-frontal também se desenvolve, aumentando a capacidade de pensamento crítico, reflexivo e de solução de problemas.

Por isso, a relação entre irmãos ainda pequenos nem sempre vai ser da forma como esperamos, já que é totalmente comum e esperado que eles nem sempre saibam lidar com suas frustrações ou emoções. Um vídeo muito fofo compartilhado pela empresária Paula Pretti, de 35 anos, mostra justamente seus filhos se entendendo em um momento de emoções à flor da pele.

5 2 Irmao mais velho consola cacula durante birra e gesto viraliza Empatia disse a mae

Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulaprettis.

No vídeo compartilhado no Instagram, André é extremamente paciente e gentil ao tentar lidar com a frustração da irmã Aurora. A mãe descreve um pouco da situação numa legenda que acompanha as imagens, e explica que a caçula não queria se vestir de maneira alguma, e estava chorando bastante por isso.


Paula pergunta à filha se ela quer ajuda para se vestir, mas Aurora a ignora e continua demonstrando sua plena insatisfação. É justamente nesse momento que André, o filho mais velho, entra em cena, protagonizando e conduzindo uma das cenas mais bonitas e recheadas de empatia que você já viu. Demonstrando total controle da situação e muita paciência diante do ocorrido, ele pergunta o que está acontecendo e diz à irmã para ter calma.

5 3 Irmao mais velho consola cacula durante birra e gesto viraliza Empatia disse a mae

Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulaprettis.

Aurora, que está usando um vestido de flores, recusa-se a calçar o sapato, mas André, de maneira muito agradável, explica que ela pode muito bem combinar as duas peças, e mostra uma linda sapatilha de flores também. Para demonstrar que o calçado era realmente bonito, ele o coloca no próprio pé e mostra à pequena como estava legal e bonito.

Nesse momento, André consegue “desarmar” a irmã caçula, que cai na gargalhada e diz que ele era “uma mulher”. De maneira educada e coesa, o menino diz que não, que tinha colocado apenas para que ela visse quão bonito era seu sapato. Mesmo assim, Aurora não se dá por vencida e segue na recusa de se calçar, mas o irmão não desiste e continua oferecendo a ela outros pares.


A conversa é tão tranquila e a paciência de André é tão visível, que o ambiente se acalma completamente, até que Aurora decide calçar a sapatilha de flores. O irmão tinha inclusive ensinado que aquele calçado e seu vestido combinariam, já que nas duas peças havia flores, demonstrando a gentileza e a disponibilidade para ajudar o próximo.

5 4 Irmao mais velho consola cacula durante birra e gesto viraliza Empatia disse a mae

Direitos autorais: reprodução Instagram/@paulaprettis.

Com muita sensibilidade e empatia, André foi capaz de mostrar que sempre é possível contornar uma situação aparentemente caótica, basta ter paciência e lidar com a situação da maneira mais tranquila que se conseguir. A raiva apenas nos faz agir de maneira impulsiva diante das situações difíceis, uma lição que ele já sabe desde muito novo!


Homem que doou sangue por quase 50 anos já ajudou salvar a vida de 4 mil pessoas!

Artigo Anterior

Dono de barbearia senta no chão para cortar cabelo de menino autista: “Empatia e coração enorme”, diz mãe

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.