Notícias

Irmãs da Bahia são presas com cocaína na Tailândia; defesa crê em ameaça.

Foto: Redes Sociais
Design sem nome 1

Duas irmãs de Feira de Santana (BA) e um brasileiro de origem não informada foram detidos no aeroporto Samut Prakan, em Bangkok, na Tailândia, após desembarcarem no país asiático com cocaína escondida na bagagem.

De acordo com o jornal Bangkok Post, os três chegaram ao aeroporto Samut Prakan no dia 13 de junho e foram encontrados com 15,7 quilos de cocaína em cinco malas diferentes. A droga, segundo a publicação, estava enrolada em plástico e papel carbono preto.

Ela valeria 47 milhões de bahts tailandeses, o equivalente a quase R$ 7 milhões.

Duas das pessoas detidas são irmãs que saíram da Bahia para fazer a viagem até a Tailândia: Samara Taxma Chalegre Muritiba e Daiana Chalegre Muritiba. Segundo a defesa das vítimas, a família das duas começou a se preocupar depois que elas viajaram para São Paulo e não deram mais notícias.

“Por meio de um aplicativo de celular os familiares conseguiram saber a localização delas. Eles foram até a Polícia Federal pedindo informações, a PF fez o primeiro contato com o Itamaraty, que informou da prisão”, explicou a advogada Kaelly Cavoli Moreira, que representa as irmãs no Brasil.

Segundo ela, por causa do protocolo contra covid-19, as duas só teriam permissão para contatar a família a partir da quarta-feira (29). “Agora estamos conseguindo negociar esse contato. O Itamaraty foi acionado, auxiliamos nas tratativas. Elas estão presas, inclusive, no mesmo presídio que a Mary Hellen ficou”, explicou a defensora, que também representa a mineira Mary Hellen Coelho, detida em fevereiro no mesmo aeroporto.

A defesa das jovens acredita que elas não têm qualquer envolvimento com a situação de tráfico e foram enganadas. “Ambas tinham condições de arcar com essa viagem. Ambas têm ocupação lícita, emprego, uma vida confortável de classe média. Elas não precisam passar por essa situação. Não existe razão para que fossem fazer essa viagem se não uma ameaça, uma situação que as colocasse em risco. Ambas são mães”, pontuou.

Além delas, o terceiro suspeito detido foi identificado pela TV Subaé como Laécio José Paim das Virgens Filho. Não há, até o momento, detalhes sobre de onde o jovem é ou sobre qual é a relação dele com as duas jovens. Fotos divulgadas pela polícia da Tailândia, porém, mostram os três diante da mesma quantidade de drogas, pesadas em uma balança ainda no aeroporto de Bangkok.

 

policia da tailandia divulgou fotos dos tres brasileiros apos prisao no aeroporto de bangkok

Direitos Autorais: Reprodução

O jornal procurou o Itamaraty em busca de mais informações sobre a detenção dos brasileiros e aguarda retorno sobre o assunto. O caso registrado no dia 13 ocorre poucos meses após a brasileira Mary Hellen Coelho Silva, 22, ser presa com outros dois brasileiros no mesmo aeroporto. Em fevereiro, o trio foi detido quando entrou na Tailândia com 15,5 kg de cocaína em três malas, carga que, segundo as autoridades, era avaliada em R$ 7 milhões.

O caso dela se tornou público após familiares da jovem pedirem ajuda para encontrar defensores para ela, que é natural de Pouso Alegre (MG). Em maio, a jovem foi condenada a nove anos e seis meses de prisão pelas autoridades tailandesas.