Comportamento

“Jesus alimentou os pobres, mas os pobres alimentam pastores hoje em dia”

capaJesus alimentou os pobres mas os pobres alimentam pastores hoje em dia
Comente!

Um evangelista nigeriano compartilhou essa reflexão nas redes sociais.

As religiões são carregadas de muitas polêmicas, dentro e fora de seus grupos de praticantes. Várias pessoas que escolhem seguir uma religião em específico, podem não gostar de algumas coisas que acontecem dentro de seus próprios templos ou do posicionamento de determinados líderes, mas ainda assim permanecem com suas crenças por motivos maiores.

Se você frequenta ou já frequentou alguma igreja ou templo e se declarou publicamente como seguidor de uma determinada doutrina, provavelmente já foi questionado sobre os ensinamentos que recebe e o posicionamento de seus líderes espirituais em diversos caminhos de vida.

Existem várias questões dentro das religiões que fazem com que as pessoas questionem e se mostrem desfavoráveis, e uma delas são as ofertas e doações feitas pelos fiéis.

Muitos acreditam que seguir uma religião e frequentar celebrações dentro dela é algo ao qual todos nós devemos ter o direito, mas que não se deve cobrar os fiéis de serem responsáveis pela manutenção financeira das igrejas e afins.

Para essas pessoas, dar dízimos, ofertas e outras doações, deve ser sempre uma escolha muito pessoal, e é por isso que se revoltam com as religiões e igrejas que fazem uma pressão a mais para que os fiéis colaborem financeiramente, ainda que não tenham condições para isso.

A vida de luxo e ostentação de muitos líderes espirituais é conhecida do público, e a razão pela qual diversas pessoas escolhem se afastar das religiões, preferindo manter a sua religiosidade privada, fazendo seus estudos e orações no conforto das próprias casas.

No entanto, essa realidade chama tanto a atenção, e de forma negativa, que até mesmo algumas pessoas de dentro das religiões têm se manifestado sobre ela.

Esse é o caso de Reno Omokri, um evangelista e escritor nigeriano, que também foi ex-assessor do do ex-presidente do país, Goodluck Jonathan. Em suas redes sociais, especialmente no Twitter, onde é seguido por mais de 1 milhão de usuários, o autor best-seller está sempre procurando trazer reflexões sobre a sociedade aos seus fãs, e costuma receber respostas bastante positivas.

Sabendo que a religião é um tema sempre carregado de muitos questionamentos, especialmente na questão financeira, e tendo conhecimento de que em seu pais diversos pastores vivem vidas extravagantes, enquanto os fieis sobrevivem na pobreza, ele resolveu fazer uma reflexão sobre o tema , em 2019.

Em uma postagem no Twitter, Omokri escreveu: “Eu vou a igrejas e, infelizmente, vejo muitas pessoas se divertindo enquanto pensam que estão sendo iluminadas. Parte meu coração dizer isso, mas parece que as vidas que estão sendo transformadas são os pregadores. Jesus alimentou os pobres, mas os pobres de hoje alimentam seus pastores”.

Nessa declaração, o evangelista se referiu a como muitos fieis, de forma inocente, acreditam que suas contribuições financeiras farão com que suas vidas sejam mais abençoadas, quando na verdade elas só servem para enriquecer aqueles que estão no comando da igreja.

Nos comentários, muitas pessoas se manifestaram concordando com Omokri, e reafirmando o fato de que muitas vezes a fé leva as pessoas a se prejudicarem financeiramente, em favor de líderes que não se importam com eles, mas com o lucro financeiro.

Em uma outra publicação, o evangelista abordou sobre as “mentiras” ditas na igreja a respeito de Deus fazer a obra pelo homem em vez de abençoar a obra do homem. Ele escreveu: “A mentira mais linda do mundo é a mentira de que Deus fará as coisas por você. Deus nunca disse isso. A dolorosa verdade é o fato de que Deus não fará o seu trabalho por você. Ele, no entanto, abençoará o trabalho feito por você. Deus faz o que você não pode fazer por si mesmo, não o que você não fará”.

Comente!

Idosa vai arrancar um siso e morre em clínica odontológica em BH

Artigo Anterior

Ex de Larissa Manoela é condenado por mentir à Justiça sobre traição

Próximo artigo