Comportamento

Jogadora de basquete amamenta a filha em intervalo de jogo: “Que todas as mães sintam que podem!”

Mãe é mãe em todos os momentos. Confira essa história!



A maternidade é um compromisso que dura a vida inteira. Desde o momento em que a criança chega ao mundo, o coração e a vida das mães se transformam, e elas colocam como prioridade absoluta o bem e a felicidade de seus filhos.

São muitos os momentos entre mãe e filho que sustentam esse vínculo tão especial e poderoso que compartilham. Um dos mais poderosos é a amamentação. Além de ser fundamental para a vida e saúde das crianças, esse vínculo de amor reforça essa união.

No entanto, apesar de algo natural, ainda existe um grande debate sobre onde a amamentação deve acontecer. São muitas as pessoas que acreditam que esse ato deva ser privado, porque acreditam que “expõe” a mãe e a criança. Muitas delas, quando veem uma mãe amamentando em público, repreendem-na e expressam publicamente sua indignação.


Do lado oposto, existe o grupo daqueles que apoiam a amamentação naturalizada pela sociedade, até porque, muitas vezes, não há como as mulheres irem para um lugar privado e não podem deixar os filhos esperando.

Muitas mães compartilham essa segunda opinião, e através das próprias atitudes, reforçam a pureza da amamentação e a necessidade de que se torne “normal”, mesmo publicamente.

Esse é o caso da jogadora de basquete argentina Antonella González, que recentemente viralizou depois de ser fotografada amamentando sua filha no intervalo de um jogo.

As imagens, compartilhadas no Twitter da Confederação Argentina de Basquete (CABB), mostram González em um momento muito especial com a filha Madi, de 11 meses:


Direitos autorais: Confederação Argentina de Basquete.

A jogadora, de 30 anos, deu uma entrevista à CABB sobre isso.

González disse que se surpreendeu por algo tão natural para uma mãe ter gerado tanto impacto, mas que está feliz por essa visibilidade e espera que seu exemplo ajude as mães indecisas, que pensam que a maternidade as impede de voltarem à ativa. E acrescentou que deseja “que todas as mães sintam que podem”.

Sobre a relação entre a filha Madi e o basquete, González afirmou que ela é uma parte grupo e que todos a ajudam, quando realmente precisa, seja nas atividades do dia a dia ou quando ela apenas precisa de um tempo para se organizar.


Direitos autorais: Confederação Argentina de Basquete.

A jogadora ainda disse que a filha chegou para trazer luz em um momento tão difícil quanto uma pandemia, que foi desejada e esperada, e é amada acima de todas as coisas.

O que você acha da atitude da mãe?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!


Pai obriga filha a se desculpar depois de postar vídeos dançando nas redes sociais!

Artigo Anterior

Cãozinho atropelado e paralisado recebe amor e cuidados e tem melhora incrível!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.