4min. de leitura

Jovem aprovado em medicina na USP fazia faxina para pagar cursinho

A conquista de Gabriel é uma grande lição, pois mostra que mesmo contra todas as possibilidades, é possível vencermos, conquistarmos os nossos objetivos!

Uma das maiores preocupações dos jovens que saem do ensino médio é a aprovação nos vestibulares e no ENEM, para que consigam uma vaga em universidades públicas ou bolsas em universidade privadas. Uma formação em nível superior garante mais segurança e direitos aos trabalhadores, e por isso é tão valorizada, apesar de não ser obrigatória em muitas áreas do mercado.


No entanto, existe uma grande concorrência no acesso ao ensino superior, e os jovens de renda inferior são prejudicados. Não possuem a mesma estrutura de ensino daqueles que pagam pelo ensino particular, e, como na maioria das vezes não possuem condições financeiras para fazer um cursinho preparatório, precisam encontrar uma maneira de estudar por conta própria ou conciliar a rotina de trabalho e estudo constantes.

É uma fase complicada, muitos jovens acabam ficam pelo caminho, não conseguem entrar na faculdade e acabam por encontrar uma outra maneira de estudarem e seguirem suas vidas.

Infelizmente, muitos deles abandonam os estudos, dedicando-se apenas ao trabalho.


Felizmente, sempre podemos encontrar histórias encorajadoras, mesmo nos ambientes mais desfavoráveis, e uma delas é a de Gabriel Nobre.

O jovem de Santos, litoral São Paulo, é apaixonado por Medicina e queria fazer dessa a sua profissão. O interesse pela profissão surgiu há alguns anos, quando ele acompanhava as visitas do pai ao médico, que tratava sua hidrocefalia. No entanto, ele não tinha condições financeiras de pagar um cursinho, tendo que começar cedo a superar todos os desafios que o separavam de seu objetivo.

Em 2016, ele enfrentou uma rotina muito cansativa. Terminava o ensino médio pela manhã, concluía um curso técnico durante a tarde e, durante a noite, fazia cursinho pré-vestibular. Neste ano, apesar do esforço, ele não conseguiu atingir a nota esperada, mas não desistiu.

Em seguida, encontrou um cursinho mais especializado, mas era pago e o valor estava além de suas possibilidades. O dono do cursinho ofereceu uma bolsa ao jovem, mas com uma condição: ele deveria faxinar as salas onde as aulas eram ministradas. O jovem não pensou em mais nada além de seu objetivo e aceitou sem pensar duas vezes.


Sua rotina mudou novamente, agora ele fazia o cursinho, faxina e estudava no banheiro do posto em que sua mãe trabalhava como frentista.

Foi um período realmente difícil, mas o jovem Gabriel aguentou tudo com um sorriso no rosto, colocando o seu sonho sempre acima de tudo. Sua humildade e dedicação foram recompensadas: ele ficou em quarto lugar no vestibular para Medicina da Universidade de São Paulo, uma das mais disputadas do país, desbancando muitas pessoas que tinham todas as condições de estudo possíveis.

ovem aprovado em medicina2

A conquista de Gabriel é uma grande lição, pois mostra que mesmo contra todas as possibilidades, é possível vencermos, conquistarmos os nossos objetivos. Ele é um exemplo para milhares de jovens que vivem na mesma situação, mostrando que é possível superar todos os obstáculos e que as oportunidades são para todos.

Que a cada dia mais jovens como o Gabriel possam surgir e vencer! Compartilhe com seus amigos esse grande exemplo!


Direitos autorais da imagem de capa: Divulgação





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.