Pessoas inspiradoras

Jovem cega, que aprendeu inglês sozinha, conquista bolsa integral em Harvard!

Uma história de superação e resiliência. Confira!



Milagros Costabel é uma jovem que nasceu cega e desde pequena enfrentou grandes dificuldades, mas nunca permitiu que a diferença dos demais a impedisse de conquistar seus sonhos.

Em entrevista ao El País, a uruguaia contou que, aos 11 anos de idade, sentiu que deveria ser jornalista, e logo começou a enviar sugestões de pauta para diferentes meios de comunicação, especialmente falantes de inglês, língua que aprendeu por conta própria.

Ela conseguiu publicar artigos nos Estados Unidos e acabou tornando-se conhecida no meio. Como ela sempre estava buscando novas oportunidades, ganhou a confiança de muitos meios de comunicação e organizações para entrevistar políticos e pessoas de alto cargo, como o comissário da ONU para Refugiados. Costabel revela que o que mais gosta de fazer são entrevistas e que adora pesquisar e saber mais sobre as pessoas que vai entrevistar.


Desde criança, a jovem, atualmente com 19 anos, quis estudar em outro país, por isso enviou pedidos de admissão para diferentes universidades, inclusive Harvard. Ela contou apenas para os seus pais e já estava preparada para um retorno negativo, pois disse que já ouviu “não” tantas vezes, que mais um não poderia abalá-la mais.

Direitos autorais: reprodução Twitter/@mili_costabel.

O processo de aplicação para a universidade é complicado e muito exigente. É necessário escrever um ensaio sobre si mesmo, corroborar pelo menos 10 atividades extracurriculares que teve em seus anos de estudante, entre muitas outras coisas.

Costabel disse ainda que o fato de ser estrangeira e cega também tornava o processo ainda mais complicado, mas ainda assim decidiu dar uma chance para si mesma.


Os resultados foram os melhores possíveis e surpreenderam a curiosa estudante, que logo foi pesquisar todas as informações possíveis sobre sua futura instituição de ensino. Além de aprovada, ela conquistou uma bolsa integral. Vai cursar Ciência Política, porque acredita ser o curso mais compatível com suas aspirações jornalísticas e interesses pessoais.

A jovem disse que teve muito apoio de sua família e amigos em sua trajetória até esse momento. Sua mãe aprendeu Braille para ajudá-la na escola e os amigos ficaram sempre ao seu lado, apoiando-a em suas iniciativas de estudo.

Direitos autorais: reprodução Twitter/@mili_costabel.

Sobre a cegueira ser uma limitação, Milagros disse que depende muito da sociedade ao seu redor, além de como a família e os amigos o tratam, mas que teve a sorte de ser sempre apoiada pelas pessoas importantes em sua vida.


A mensagem que ela deixa aos demais estudantes é “quebrar barreiras”, acrescentando que acha fundamental que as pessoas com deficiência tenham acesso à educação e a melhores trabalhos. Também aconselhou a todos a não deixar o “não” os impedir e nunca desistir de buscar mais para a própria vida.

Milagros é uma jovem de muito talento e inteligência. Ela perseverou, mostrou sua competência e, com toda certeza, terá um futuro brilhante pela frente. Sua história é um exemplo para as pessoas deficientes que buscam oportunidades de estudo. Que ela seja muito bem-sucedida em sua caminhada profissional!

Diretor de escola humilha aluno de 12 anos que foi estudar de chinelo. Fez o menino ficar descalço e pisou no seu pé!

Artigo Anterior

Homem compra todos os picolés de idoso que trabalhava sob sol quente e arrecada mais de R$ 300 mil para ele!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.