Pessoas inspiradoras

Jovem desistiu de ir à festa por sofrer bullying, mas 120 motoqueiros a escoltaram como princesa

5 capa Jovem desistiu de ir a festa por sofrer bullying mas 120 motoqueiros a escoltaram como princesa

Shannon desistiu de ir ao baile por sofrer inúmeros episódios de bullying na escola, fazendo com que não se sentisse segura o suficiente.



O bullying se caracteriza por atitudes agressivas e humilhantes que uma pessoa ou um grupo de pessoas praticam de maneira repetitiva contra aqueles que consideram mais vulneráveis. De origem inglesa, a palavra bullying faz referência aos valentões e indivíduos mais briguentos, chamados de bullies, e é um termo que vem chamando a atenção de especialistas e autoridades que buscam por soluções.

É encontrado principalmente no período escolar, mas nem sempre um estudante é apenas o alvo ou agressor, podendo-se inverter os papéis com o passar dos anos. Se um colega insulta e coloca apelidos pejorativos no outro, se age de maneira intolerante e desrespeitosa, se espalha fofocas, vídeos, fotos e boatos maldosos, se destrói materiais escolares, se exclui alguém propositalmente e/ou se pratica ameaças ou agride fisicamente, está cometendo bullying.

É preciso uma comunidade escolar atenta, sempre munida de instrução e pais sempre presentes no acompanhamento de seus filhos para que, caso isso aconteça, se eliminem pela raiz o mais rápido possível.


O bullying é uma prática perigosa, que pode causar traumas profundos nas vítimas, principalmente as que passam por longos períodos de sofrimento, podendo levar até à morte.

Em inúmeros momentos, até mesmo por adultos, a prática é encarada como uma “brincadeira de criança”, até ignorada pelos adultos, mas esse não é o melhor caminho. São muitos os casos de crianças e adolescentes que tiraram as próprias vidas por serem alvos de bullying na escola, por isso é sempre muito importante agir de maneira a prevenir os danos.

Shannon Purcifer, da Inglaterra, protagonizou inúmeros momentos assim, sofrendo episódios severos de bullying na escola. Depois de tanto tormento, a adolescente tomou uma triste decisão e escolheu não ir ao baile de formatura da escola, sabendo que poderia passar por episódios semelhantes num momento de descontração.

Nas redes sociais, sua mãe Claire Carstens manifestou sua insatisfação, sabendo que a filha queria muito participar da cerimônia, mas que apenas não ia por medo do que poderia enfrentar. De acordo com a mãe, os episódios de bullying começaram principalmente por conta dos problemas de saúde de Shannon, como doença celíaca, colite ulcerosa e até artrite reumatoide.


5 2 Jovem desistiu de ir a festa por sofrer bullying mas 120 motoqueiros a escoltaram como princesa

Direitos autorais: reprodução Facebook/Claire Carstens.

Como a jovem entrava e saía com muita frequência de hospitais, os colegas logo perceberam sua condição, mas ao invés de demonstrar empatia, começaram longos episódios de perseguição e humilhação, que culminaram na desistência de Shannon de ir ao baile. Sentindo-se incapaz de ajudar a filha, Claire explica que ela tinha comprado um vestido seis meses antes do evento, que custava cerca de R$ 3 mil.

Claire decidiu publicar uma foto da filha usando o vestido, explicando que ela tinha tomado a decisão de não ir ao baile justamente por conta dos valentões da escola. Sabendo que a menina já tinha enfrentado péssimos momentos na vida, dentro e fora da escola, ela comentou que Shannon era uma garota muito forte, com uma mente ainda mais forte, e declarou amá-la.

A mãe nunca imaginou que sua publicação pudesse viralizar e suscitar nos indivíduos um desejo de mudança, de fazer as coisas da maneira certa. A comunidade local, sabendo do ocorrido, decidiu organizar outro baile, só que esse seria em homenagem a Shannon, para que ela sentisse que tinha o apoio de todos.


O baile também contou com a ilustre presença de mais de 120 motociclistas, que fizeram um corredor na frente do local para que a jovem se sentisse completamente segura. Todos fizeram questão de ajudá-la a se divertir, e Claire compartilhou o tamanho de sua gratidão nas redes sociais, mostrando que a melhor arma contra o mal é o dobro do bem.

5 3 Jovem desistiu de ir a festa por sofrer bullying mas 120 motoqueiros a escoltaram como princesa

Direitos autorais: reprodução Facebook/Claire Carstens.

5 4 Jovem desistiu de ir a festa por sofrer bullying mas 120 motoqueiros a escoltaram como princesa

Direitos autorais: reprodução Facebook/Claire Carstens.

Claire não achou que seu post seria visto por tantas pessoas, tampouco imaginou que a comunidade local iria organizar outro baile em homenagem a Shannon para fazer a garota sentir seu total apoio. Além dessa iniciativa maravilhosa, 120 motoqueiros acompanharam a jovem ao baile! Shannon se divertiu muito e, como muitos usuários apontaram, essa é exatamente a chave para derrotar o bullying, quando não há outras armas: divertir-se e não deixar que os outros nos façam mal.


“Perfume dela não sairá da minha mente”, diz bombeiro que ajudou a retirar corpo de Marília Mendonça

Artigo Anterior

Trabalhador sacrifica a vida para ajudar mulher em acidente com tirolesa. Caiu de 21 metros!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.