Comportamento

Jovem foi barrado em bar por estar maquiado e denunciou nas redes: “Discriminação ainda existe”

Diego foi impedido de entrar no local por usar maquiagem. A história foi compartilhada em suas redes sociais, o que chamou a atenção de muitos moradores locais.



Desde que nascemos, somos expostos a inúmeros padrões de gênero, que fazem com que, futuramente, aquele indivíduo saiba como “se comportar em sociedade”. Os meninos vestem azul, as meninas, rosa; bonecas para elas, carrinhos para eles; emoção, uma característica feminina, raiva algo tipicamente masculino, e assim por diante.

Conforme o tempo foi passando, a internet e as redes sociais tomaram conta das relações humanas, e seu uso acabou se intensificando na pandemia. Com a possibilidade de encontrar pessoas que pensam como você, muitas pessoas passaram a encontrar grupos e ideias que cheguem perto do que elas acreditam, coisa que poderia não acontecer sem a globalização.

O que antes poderia ser considerado “impróprio”, hoje não é bem assim, e isso tem mais a ver com a exposição dos indivíduos a novos padrões sociais e questionamentos do que com pura e simplesmente rebeldia. Os jovens estão questionando mais os padrões porque sabem que não precisam ser iguais aos outros e, em busca de autoafirmação, vêm se impondo na internet e na comunidade.


O jovem Diego, de 24 anos, saiu com sua irmã na última semana, com o intuito de tomar algumas bebidas em um bar conhecido na Argentina. Como o local estava lotado, escolheram ficar do lado de fora por algum tempo, tentando driblar a aglomeração.

Segundo conta o jovem em um vídeo que circulou em um jornal local, a noite estava tranquila, mas o que aconteceu posteriormente o deixou chateado. Diego conta que eles tentaram entrar no bar, assim que perceberam que o local havia esvaziado, mas à entrada, foi barrado pelo segurança.

O motivo seria sua maquiagem, ou o excesso dela. O homem lhe disse que, da próxima vez, ele deveria ir ao local com o rosto mais limpo, o que para ele soou extremamente preconceituoso.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@diekenn.


Direitos autorais: reprodução Instagram/@diekenn.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@diekenn.

No seu vídeo, o jovem fala que, por mais que a maioria das pessoas achem que o preconceito está muito distante, na verdade, ele está mais próximo do que imaginamos. Com muita insatisfação, ele ainda pediu que esse tipo de comportamento se encerrasse, porque as pessoas não o aceitariam mais.

Sua publicação acabou repercutindo, e muitos jovens de Bahía Blanca mostraram solidariedade ao caso, cobrando do bar um posicionamento adequado para a situação. Jonathan, proprietário do local, entrou em contato com o jornal TN e informou que ligou para Diego pedindo desculpas pelo ocorrido, e que o jovem as teria aceitado.


Ele ainda explicou que conversou com todos seus funcionários, mas que nenhum relatou ter tido nenhum problema naquela noite. O dono finalizou explicando que assim que souber do responsável pelo ocorrido vai tomar as devidas providências.

Broca de dentista se solta durante atendimento e vai parar dentro de pulmão de paciente no RN

Artigo Anterior

Ex-manicure, modelo de MS conquista passarelas internacionais e é escolhida uma das 50 melhores do mundo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.