Comportamento

Jovem levou arroz com ovo feitos por sua mãe em um pote de detergente para comer durante voo

Capa Site Jovem levou arroz com ovo feito por sua mae em um pote de detergente para comer durante voo

O influenciador digital preferiu arroz com ovo de sua mãe às comidas servidas pela companhia aérea.

No horário do almoço ou nas pausas dos estudos, rapidamente pensamos em comer algo que recomponha nossas energias para a segunda metade da jornada, e é comum nesses casos optarmos por levar uma comida caseira preparada com muito carinho e dedicação por nós mesmos ou nossas mães, avós.

Esse hábito pode ser motivado por questões econômicas, quando o preço da comida está muito elevado no ambiente próximo ao trabalho, ou de gosto mesmo, afinal de contas, quem não gosta de um almoço caseiro, não é? Principalmente quando é preparado com o carinho e dedicação de nossa progenitora, que enche de amor cada detalhe do cardápio.

Entretanto, algumas pessoas levam seu potinho de comida caseira a lugares e situações inusitados, por exemplo, uma viagem de avião, sobretudo se pensarmos nesses tempos de pandemia e nas medidas sanitárias para controlar a covid-19.

E por falar em situação inusitada, recentemente um digital influencer ganhou notoriedade nas redes sociais quando sua atitude viralizou. Ele levou o bom e velho arroz com ovo feitos por sua mãe para almoçar durante uma viagem de avião, conforme o site de notícias MSN México. A refeição foi colocada num pote de detergente.

Herrera, como é conhecido no Instagram, compartilhou um vídeo na rede social enquanto desfrutava dessa iguaria caseira, mesmo com as restrições impostas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para o controle da pandemia que assola o mundo há dois anos.

As reações foram diversas, alguns internautas desaprovaram a atitude do influenciador digital, já que acreditam que essa não foi a melhor forma de o rapaz conseguir engajamento em sua página, enquanto outros elogiaram a ideia de Herrera. Mesmo com essas opiniões divididas, a postagem recebeu diversos comentários e curtidas.

Conforme o site de notícias Semana, os serviços de bordo que servem alimentos durante as viagens aéreas foram suspensos por tempo indeterminado, além disso, dependendo do destino, algumas companhias aéreas, como a Avianca, não oferecem serviço de bordo para viagens de menos de uma hora de duração, servindo apenas água para os passageiros.

Ainda de acordo com o site, a Valora Analitiki afirmou que a companhia aérea Wingo, sediada em Bogotá, na Colômbia, ofereceu aos passageiros um serviço chamado Wingo Market, uma ferramenta que permite aos usuários comprar de forma antecipada lanches e bebidas para serem consumidos durante o voo.

Indisciplina durante a pandemia

A atitude de Herrera ganha notoriedade sobretudo porque destoa do que comumente observamos quando o assunto são viagens aéreas. Conforme informações apuradas pelo site de notícias O Globo, com as medidas protetivas implantadas pela Organização Mundial da Saúde para controle da covid-19 nos últimos dois anos, houve um expressivo aumento de casos de passageiros que se recusaram a usar máscaras a bordo, causando o cancelamento de muitas viagens ou fazendo com que diversos voos voltassem para seu local de partida. Os dados apurados pelo site são de um levantamento da Associação Brasileira de Companhias Aéreas (Abear).

Apesar de a Abear reconhecer a inexistência de dados exatos sobre esses casos, a Associação afirma que no Brasil, nos últimos dois anos, registrou-se aumento de casos de pessoas “rebeldes”, que se recusam a usar máscara, interferindo na viagem de diversas pessoas.

Ao jornal, o presidente da Abear conta que em todo o mundo aumenta o número de casos de conflitos envolvendo as medidas de proteção recomendadas pela OMS.

0 %