Pessoas inspiradoras

Jovem recebe Prêmio por inventar dispositivo capaz de detectar câncer de mama em casa

Judit Giró Benet recebeu o Prêmio Internacional James Dyson Award 2020 por inventar um dispositivo capaz de descobrir câncer de mama em 30 segundos, sem precisar de mamografia.



O câncer está entre as doenças mais devastadoras do mundo. E para as mulheres, o principal vilão, segundo o Instituto Nacional de Câncer, é o câncer de mama. Cerca de 2 milhões de mulheres são diagnosticadas todos os anos com a doença no mundo. Atualmente, o exame capaz de descobrir o câncer é a mamografia, um procedimento extremamente doloroso, que desencoraja milhares de mulheres quanto à prevenção.

Foi pensando nisso que a engenheira biomédica espanhola Judit Giró Benet, de apenas 23 anos, decidiu desenvolver um aparelho capaz de detectar câncer de mama sem a necessidade de exames invasivos e dolorosos. Chamado The Blue Box, o dispositivo descobre preventivamente, pela urina, se a pessoa tem a doença, e guarda os dados dela em uma plataforma de inteligência artificial (IA).

Em um comunicado à imprensa, a jovem explicou que os sensores químicos presentes no produto reagem a biomarcadores de câncer de mama e enviam o resultado para o celular, em 30 segundos.


Direitos autorais: reprodução/Dyson.

O aparelho ganhou o Prêmio Internacional James Dyson Award 2020, prêmio estudantil de design de produtos, que propõe aos jovens projetar algo que “resolva algum problema”. O resultado foi anunciado pela internet e, no vídeo disponível no YouTube, é possível ver a emoção tanto da jovem biomédica quanto do designer industrial James Dyson, que criou o incentivo. A premiação em dinheiro coloca Judit mais perto do seu sonho: ver o The Blue Box ser comercializado a um preço justo e acessível em todas as farmácias e empresas de saúde.

A jovem desenvolveu o produto pensando principalmente na sua mãe que, algum tempo antes, havia sido diagnosticada com câncer de mama e precisou passar por sucessivos exames e tratamentos difíceis.

Essa vontade de ver sua mãe curada aliada ao gosto que herdou do pai, pela engenharia, fez com que ela mergulhasse na ideia de salvar vidas, isso em um dispositivo não invasivo e sem a radiação presente nos atuais exames de mamografia.


Neste ano, Judit Giró tem se ocupado em melhorar a The Blue Box, para que a Agência de Medicamentos norte-americana FDA (Food and Drug Administration) possa aprovar sua comercialização em larga escala.

A possibilidade de descobrir uma doença tão séria preventivamente e de forma indolor mostra a sensibilidade da jovem, que transformou um momento de tristeza, com a descoberta do câncer de sua mãe, em uma oportunidade para salvar milhões de vidas. É uma atitude nobre, digna de reconhecimento e recheada de amor ao próximo.

Compartilhe essa incrível história com seus amigos nas redes sociais!


Glória Menezes e Tarcísio Meira celebram amor e união duradoura com um beijo apaixonado!

Artigo Anterior

Eva Wilma recebe alta da UTI, mas continua internada para se tratar de pneumonia

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.