Notícias

Jovem tem dedos e pernas amputados por comer restos de comida do colega

capa site Jovem tem dedos e pernas amputados apos comer restos de comida do colega

Um vídeo contando a história de um jovem de 19 anos, que teve todos os dedos e as pernas amputadas depois de comer sobras de macarrão e frango, viralizou no YouTube.

Quantas vezes não comemos sobras que estão na nossa geladeira há alguns dias? Na pressa da rotina, muitas vezes algumas pessoas nem sequer sabem ao certo a data de validade de cada alimento, arriscando-se a ingerir comidas de procedência duvidosa ou que já desenvolveram bactérias.

Um vídeo no YouTube, que conta a história de JC, um garoto de 19 anos que teve as pernas e os dedos da mão amputados depois de comer sobras de comida do amigo com que dividia a casa acabou viralizando nos últimos dias. A história apareceu pela primeira vez na comunidade científica no estudo “Homem de 19 anos com choque, falência de múltiplos órgãos e erupção cutânea”, publicado no New England Journal of Medicine, em 2021.

Os angustiantes momentos do garoto começaram quando ele comeu sobras de uma refeição do amigo com quem dividia a casa. Ele tinha comprado em um restaurante arroz, frango e macarrão. Os dois apresentaram alguns sintomas depois da ingestão, porém JC foi quem teve mais complicações, que começaram cerca de 20 horas depois de comer a comida.

Enquanto seu colega relatou apenas vômitos, uma reportagem do USA Today relata que JC apresentou dor abdominal e náuseas, começando a vomitar. Mas os sintomas apenas pioraram, tendo calafrios, dor muscular, falta de ar, dor de cabeça, rigidez no pescoço, visão embaçada e muita fraqueza. Depois de um tempo, passou também a apresentar manchas arroxeadas no rosto, peito, abdômen, braços e pernas.

JC precisou ser levado às pressas para um hospital, que logo percebeu que o garoto também estava com falta de ar e com a pressão arterial muito baixa. A equipe médica o conectou ao oxigênio e passou a ministrar uma série de medicamentos, contendo os sintomas mais graves. Conforme o tempo passava e o rapaz não apresentava melhora, os médicos decidiram transferi-lo para outro hospital mais bem equipado para lidar com o caso.

O jovem foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) do Hospital Geral de Massachussets, onde recebeu tratamento contra sepse e falência de múltiplos órgãos. A sepse é um conjunto de manifestações extremamente graves em todo o organismo causadas por uma infecção. Também chamada de infecção generalizada, é a resposta que o corpo dá ao tentar combater uma infecção em algum órgão específico, mas acaba provocando em todo o organismo uma resposta com inflamação, comprometendo o funcionamento de múltiplos órgãos.

Os resultados dos exames de JC detectaram um patógeno identificado com Neisseria meningitidis, o responsável por todos os sintomas, inclusive pela púrpura fulminante (PF) que ele apresentou. Ela é considerada uma emergência hematológica por causar necrose da pele e coagulação intravascular, que pode evoluir para falência de vários órgãos por conta da trombose nos vasos sanguíneos.

Apenas 26 dias depois de sua internação é que JC recobrou a consciência, e foi nesse dia que percebeu que suas pernas, abaixo dos joelhos, e todos os dedos tinham sido amputados. Foram justamente os coágulos sanguíneos que causaram as manchas roxas na sua pele, chegando às extremidades do corpo, como pernas, braços, mãos, pés e dedos.

Tudo mudou depois de um prato de comida. Sua vida precisou mudar completamente e a história acabou rendendo comentários e mais de 1 milhão de visualizações no YouTube.

Alimentos considerados impróprios para consumo

Os órgãos de saúde recomendam que as sobras sejam ingeridas dentro de três a quatro dias, se estiverem na geladeira, pois depois desse período pode existir alto risco de intoxicação alimentar. Nem sempre o sabor ou o cheiro dos alimentos se alteram, por isso, em caso de dúvidas, o recomendado é jogar fora.

Analisando de maneira ambiental, o desperdício de comida pode ser facilmente evitado com a correta higienização e acondicionamento dos alimentos. Itens perecíveis, como ovos, laticínios, peixes, aves e carnes, o ideal é guardá-los imediatamente no refrigerador, evitando sua exposição à temperatura ambiente por mais de duas horas.

0 %