Comportamento

Jovem viraliza com vídeo promovendo academia só para mulheres e é chamada de intolerante

O vídeo, que mostrava a academia, gerou polêmica. Entenda!



As academias têm se popularizado nos últimos anos entre homens e mulheres que buscam uma maneira de manter a saúde mesmo em meio às complicações da rotina. Elas estão presentes em bairros, shoppings, condomínios, entre outros, e são populares entre jovens e idosos.

No entanto, apesar de geralmente serem ambientes seguros, muitas vezes geram desconforto para alguns alunos. São muitas as mulheres que relatam passar por situações de assédio masculino durante seus treinos.

Além de olhares, elas lidam com cantadas e fotos daqueles que não sabem respeitar o seu espaço. Em alguns momentos, também precisam lidar com situações desconfortáveis por conta das roupas que usam para malhar, como é o caso da jovem que teve de ir embora da academia porque uma professora lhe disse que sua roupa mostrava “muita pele”, como contamos aqui.


Essa realidade faz com que muitas mulheres desejem um ambiente mais seguro para se exercitar.

Uma jovem de 23 anos, chamada Heather Huesman, enfrentava esse incômodo, por isso decidiu compartilhar um vídeo no TikTok contando sobre a nova academia em que treinava, só para mulheres, com o intuito de difundir a ideia.

Ela mostra todos os detalhes da academia chamada Blush Fitness, que fica no estado do Kansas (EUA). É possível ver que a academia, que fica aberta 24h por dia, sete dias por semana, é muito bem equipada e oferece conforto e privacidade às alunas.

 


@heatherhuesmanThe BEST GYM! We need these everywhere, we feel so safe and comfortable going to the gym, gonna be my new favorite spot!🦋💕 #fyp #TikTokGGT #blush

♬ SUNNY DAY – Matteo Rossanese


As janelas do local são escurecidas, para que as pessoas de fora não vejam o interior do prédio, e só é possível entrar nas dependências por meio de um chaveiro pessoal. A academia também oferece produtos de higiene, como absorventes, gratuitamente. Além de tudo isso, as alunas sempre são notificadas quando há homens trabalhando dentro da academia.

Em entrevista ao BuzzFeed, Heather disse que quis compartilhar sua experiência porque sempre se sentiu tranquila e segura no local, já que gosta de treinar com roupas mais justas.


A jovem disse ainda que, no local, não precisa se preocupar com “homens tirando fotos suas sem minha permissão” ou passar por situações desconfortáveis com alunos.

No entanto, apesar de Heather ter amado o conceito da academia, muitas pessoas não sentiram o mesmo. Nos comentários do vídeo, que tem mais de 6 milhões de visualizações, a academia foi acusada de praticar segregação, e a jovem, de intolerância.

Heather, em defesa da Blush Fitness, disse que não acredita se tratar de segregação e que acha interessante a ideia de academias só para homens, reforçando que o importante é as pessoas sentirem-se confortáveis enquanto se exercitam.

Qual sua opinião? Concorda com o ponto de vista da jovem?


Comente sua opinião abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!

Paraense, que trabalhava como pedreiro para ajudar a família, é aprovado em Medicina na UFPA!

Artigo Anterior

Psicanalista acredita que filhos não são sinônimo de felicidade: “Os meus me levaram à falência”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.